A chegada de Diego mostra um novo Flamengo

Diego é do mengãoSe nos ressentíamos por no passado o Flamengo não conseguir aproveitar o potencial de grandes contratações como Adriano, Ronaldinho e até mesmo Guerrero, com Diego o Flamengo explorou ao máximo suas Redes Sociais e o marketing também.

Antes do anúncio da contratação, Diego postou trecho da música do Charlie Brown Jr. e no dia seguinte junto com o perfil do Clube e da adidas, um emotion que dava claros sinais de que o anúncio viria a qualquer momento.

O twette do Flamengo com o anúncio do meia rendeu 11 mil RT’s e 13 mil curtidas. Talvez o recorde do Clube em termos de interação num único post.

Após ser anunciado, Diego posta um texto de sua autoria: “Letras, não números” (Clique aqui para ler). Em dois parágrafos, mostrou um pouco do tamanho do Flamengo e de como nós, torcedores gostamos que o clube e nosso Manto Sagrado sejam tratados: “Não sei ainda o número que estará na parte de trás da minha camisa, mas sei bem as letras que estarão no escudo que fica ali no lado esquerdo do peito: CRF. Assim como todo jogador se preocupa com os números, ele também sonha em jogar vestindo este Manto Sagrado. Em ter seu nome cantado pela Nação Rubro-Negra. Em ser feliz e fazer feliz. E foi por isso que eu vim. Por minha causa, sim, mas também por vocês”. Além do atleta, a Nação passou a abraçar o ser humano ou o ser que se aproxime de nós e do que entendemos de Flamengo.

1920-1280_BANNER_DIEGODiego ganhou recado de Zico, o Flamengo como há tempos não se via, disparou positivamente em adesões do seu programa de Sócio Torcedor, o Nação Rubro-Negra por dois dias seguidos, obtendo o maior número de adesões. Antes, a média era somente negativa. Sem contar que também bateu o seu maior rival nas Redes Sociais, o Corinthians em todas elas: Instagram, Twitter, Facebook e Youtube.

Diego arrastou uma multidão para o aeroporto Santos Dummont, no Rio de Janeiro. Carro amassado, veneração no meio da galera, uma recepção que poucos são merecedores. Antes de sua apresentação, mistério em torno do número de sua camisa. Um pouco antes, divulgado que usará a 35. Deve passar a ser o carro chefe nas vendas.

Na sua apresentação, arrastou a torcida para a porta da Gávea. Uma pena que a festa não foi maior. Dentro do Salão Nobre do clube, jornalistas, sócios e sócios torcedores sorteados se aglomeravam para ver o novo contratado. Em uma de suas primeiras falas, Diego diz: “Hoje se concretiza um sonho na minha vida”.

Com Eduardo Bandeira de Mello, Flavio Godinho e Rodrigo Caetano, Diego fala pela primeira vez como jogador do Flamengo. Ansiedade, expectativa, integração ao grupo, estreia foram os temas abordados. Ao lado da família, Diego responde a todos sem se colocar como a figura que vem sendo reverenciada pela Nação Rubro-Negra muito elogiada por ele várias vezes.

Se a bola vai entrar, se Diego vai por Guerrero na cara do gol muitas vezes, só o tempo dirá, mas ficou a lição de que investir em grandes jogadores, o impacto para o clube, patrocinadores e parceiros é imediato, e real também quando se tem um planejamento de comunicação, de marketing e de mídia. O engajamento do torcedor é certo!

Boa sorte ao Diego! Que sua passagem seja de sucesso e alegria para todos nós, Rubro-Negros! Parabéns a Flavio Godinho pelo empenho em trazer um jogador do quilate do Diego. É melhor ter esperanças em quem sabe jogar como o Diego do que em quem para não se expor, prefere o toque para o lado! Se tudo der certo, somos certamente, um dos times que lutarão pelo título do Brasileirão.

Twitter: @PoetaTulio

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Blog Ser Flamengo no YouTube: youtube.com/blogserflamengo

Comentários

1 Comment

  • Renato Auler 21 de julho de 2016 at 09:23

    Talvez o principal não tenha sido dito . Isto é , o clube montou um time forte , podendo honrar os seus compromissos e , ainda , com a perspectiva de de continuidade e sustentabilidade .
    Ser forte não é ter coragem de contratar grandes jogadores , agradando a torcida. Se forte é aceitar levar porrada contratando Vals e Bruninhos , sabendo que isso se faz necessário para o bem maior do clube no futuro .
    Só espero que o Flamengo nunca mais caia na mão daqueles que tão mal fizeram ao clube ao longo dos últimos anos. Temos que saber diferenciar gestores e torcedores . Para administrar um clube como o Flamengo não basta amá-lo , ter participado de torcidas organizadas , ser sócio ou ficar fazendo bravatas .
    Que Deus nos ajude e perdoe os injustos e falastrões .

    Reply

Leave a Comment