A “Nova” Chapa Fla Campeão do Mundo

Numa coletiva de imprensa feita pela manhã na Zona Sul do Rio de Janeiro, os novos nomes da chapa Fla Campeão do Mundo foram apresentados oficialmente. Entre os presentes na coletiva estavam Wallin Vasconcellos, Eduardo Bandeira de Mello, Walter D’Agostino, Marcio Braga e Flávio Godinho.

Wallin Vasconcellos agora ocupará o cargo de diretor geral, Rodolfo Landim será o vice de patrimônio, Alexandre Póvoa assumirá os Esportes Olímpicos e Claudio Pracownik será o vice de administração além de Eduardo Bandeira de Mello, agora candidato a presidente do Flamengo e Walter D’Agostino, o seu vice.


Eduardo Bandeira de Mello, novo candidato a presidente do Flamengo pela chapa azul, disse querer contar com Zico para participar diretamente da gestão do futebol.

– O vice de futebol não podemos anunciar ainda, pois precisamos conversar com o maior apoiador da nossa chapa. Vamos discutir com ele o nosso futebol. Vamos convidar para, se possível, ele ser presidente do comitê gestor do futebol. Ele é a grande inspiração. Ele foi o principal jogador do mundo na sua geração. Nasceu com o talento, mas nunca se acomodou com o talento. É o exemplo que temos de seguir. Temos tudo para sermos os maiores do mundo. Mas não fizemos como o Zico, não procuramos nos aperfeiçoar. –

Outra surpresa na coletiva foi a revelação de Flavio Godinho, um dos coordenadores da campanha. Godinho disse que tentará implementar um novo conceito de patrocínio.

– Vamos montar um novo conceito de patrocínio master. Seriam três patrocinadores master, com rodízio de espaço na camisa. Três cotas de R$ 14 milhões, R$ 15 milhões. Acho que é um conceito inédito. –

Godinho falou ainda que a chapa também conta com o apoio de Roberto Medina e explicou como seria gerido o Departamento de futebol. Segundo ele, o comitê teria três membros: O vice de futebol, Zico e um terceiro membro a ser escolhido.

Wallin ironizou a comemoração de sua impugnação no dia da reunião do Conselho de Administração:

– É isso que comemoram hoje em dia: impugnação e permanência na Primeira Divisão.

Wallin também se explicou sobre o eu desabafo após a sua impugnação:
– Quero aproveitar a oportunidade para esclarecer o episódio da última quinta-feira na Gávea. Não me referi como “corja” o Conselho de Administração do Flamengo e sim aos “torcedores profissionais” que intimidam as pessoas. Pessoas da situação querem distorcer os fatos, não sei por que, mas saímos de lá escoltados por seguranças do clube. A mulher do João Areas foi ameaçada na piscina, o Rafael foi ameaçado na saída, o filho do Eduardo foi empurrado também e esses “torcedores profissionais”, sim, são a verdadeira “corja” do Flamengo a qual me referi. Farei uma carta ao Maurício Gomes de Matos explicando isso que acabei de falar a vocês –
O ex-presidente fez críticas duras a intimidação que ele e demais membros da chapa sofreram no dia  da reunião do Conselho de Administração:

– Que houve golpe, houve. Duas chapas fizeram um pacto para impugnar a oposição. Eu me senti ameaçado dentro do Flamengo nesta reunião. Tal qual a mulher do João (Henrique Areias, sentado ao lado de Braga), o filho do Eduardo… Eu detesto homem me olhando de cara feia. E passei por constrangimento dentro do Flamengo, daquela corja que estava lá. Só compareço ao Flamengo daqui para frente com minha segurança pessoal. Hoje temos uma candidatura que pode ser Patrícia Rodrigues ou Jorge Amorim. É isso que estamos combatendo, essa é a verdade, e só vejo condições nesse grupo para acabar com aquela bagunça que está instalada –
Twitter: @PoetaTulio
Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo
Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
Comentários