Até quando vai ser assim?

Para iniciar essa crônica, resolvi deixar uma pergunta a você que está lendo. Caso tenha assistido ao jogo, quem era o mandante hoje no Maracanã, no duelo entre Flamengo e Sport? Essa é aquela pergunta que nem um leigo no assunto faria. Mas o motivo da pergunta é bem simples. Até a reação do Flamengo, quando o relógio já passava dos 30 minutos do segundo tempo e Magrão nem era mais o goleiro do Sport em campo, quem mandava no jogo era o time pernambucano.

O Flamengo simplesmente não finalizou a gol no primeiro tempo e ainda viu Canteros, aos 46, cometer pênalti sobre Joeliton. Que Diego Souza bateu e fez  1 a 0. A esperança da torcida era que, no retorno ao segundo tempo, um Flamengo mais aguerrido.. mais aguerrido, não. Um Flamengo de fato voltasse a campo. Mas demorou mais um tempo. O 1 a 0 não era suficiente pra despertar o time.

Fato que aos 23 minutos do segundo tempo, o Sport faria o seu segundo gol. Em jogada que começou nos pés de Victor pelo meio. Victor tocou para Elber que partiu pra fazer tabela com Joeliton. Que devolveu de calcanhar, mesmo cercado por dois e viu Elber entrar na área, cara a cara com Paulo Victor, tocar de bico por cima e fazer o segundo. A reação de Bressan ao ver a bola no fundo do gol, reflete bem a postura do Flamengo naquele momento do jogo. Um time entregue, apático, que agia como se não quisesse pelo menos empatar o jogo.

Realmente a postura de desleixo, mas o time conseguiu o empate. Primeiro aos 28 do segundo tempo. Quando Pará levantou de canhota e achou Alecsandro na direita. Alecsandro na pequena área levantou pra Canteros que tocou de cabeça pro gol, diminuindo o placar.

No decorrer do segundo tempo, em jogada isolada, Magrão se machuca sozinho e fica atirado na sua área defensiva por cerca de 10 minutos. Eduardo da Silva e Wallace ainda reclamaram mas o árbitro seguiu no atendimento ao goleiro, que saiu e deu a vaga a Diego Souza. Com o jogo reiniciado e já aos 50 minutos, Canteros acha Paulinho na esquerda. O atacante que fez seu retorno depois de um longo tempo afastado por contusões, cruzou na área. Wallace ajeitou no peito e viu Everton bater firme, no ângulo esquerdo de Diego Souza que nem se mexeu e viu o Flamengo empatar.

Um empate feio, no abafa e sem a mínima organização tática. E com esse jogo de hoje, volta a velha história de que o Flamengo só leva uma partida a sério quando a coisa aperta. O que talvez seja(e é) a mais pura realidade. Até quando isso vai seguir é algo que todos os torcedores quem saber.

Ficha técnica da partida

Flamengo: Paulo Victor; Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico; Jonas, Canteros e Almir; Gabriel, Everton e Alecsandro. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Sport: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Diego Souza e Élber; Mike e Samuel. Técnico: Eduardo Baptista.

Placar: Flamengo 1 x 2 Sport. | Gol(s): Diego Souza 46’ 1T e Élber aos 23’ 2T; Canteros 28’ 2T e Everton 50’ 2T.

Arbitragem: Dewson Silva, Alessandro Matos e Márcio Correia.

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro. Campeonato Brasileiro, 2ª rodada.

Twitter: @43Germano

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Blog Ser Flamengo no YouTube: youtube.com/blogserflamengo

Comentários