Atlético-MG 1 x 1 Flamengo – Campeonato Brasileiro 2011

Ainda não foi dessa vez, nação. Mais um resultado incômodo. Empate fora de casa e cada vez mais se distanciando em relação ao título brasileiro.

Escalações:

Flamengo que veio num 4-4-2 com: Felipe; Léo Moura, Alex Silva, Welinton, Júnior César; Aírton, Willians, Renato, Thiago Neves; Ronaldinho, Jael.

Atlético-MG também veio num 4-4-2 com: Renan Ribeiro; Serginho, Réver, Leonardo Silva, Triguinho; Pierre, Fillipe Soutto, Bernard, Daniel Carvalho; Magno Alves, Wesley.

Estatísticas da Partida:

Gol(s): Daniel Carvalho (Atlético-MG). Ronaldinho (Flamengo).

Cartões Amarelos: Serginho (2), Pierre, Fillipe Soutto. (Atlético-MG) Alex Silva, Ronaldinho. (Flamengo)

Arbitragem: Paulo César Oliveira.

Análise do Germano:

O que se viu na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, foi um primeiro tempo morno, sem muitas emoções. O começo até foi, de certo ponto, empolgante. Uma boa sequencia de chances começou cedo. Jael, que ‘barrou’ Deivid (tomara que continue assim) abriu os trabalhos com um bom chute de perto da entrada da grande área. Depois vieram Renato e Thiago, que errou o pouco que tentou na partida.

O nome forte do Atlético até então era Serginho. Serginho avançava, cobria e fazia de tudo um pouco. Ronaldinho que era seu ‘parceiro de lado do campo’ nem sequer tentava acompanhá-lo. Por lá, criou a melhor lance do time. Cruzamento rasteiro, que Magno Alves só não abriu o placar de carrinho porque Felipe contou com a sorte da bola bater na trave.

Quando R10 passou a jogar centralizado, Serginho foi atrás. Não deu descanso ao Gaúcho. Ronaldinho sempre tentava uma investida no meio, mas quando menos esperava lá estava Serginho pra lhe atormentar. Quando não era Serginho, era Réver quem ‘tomava conta’ do Gaúcho.

Os atleticanos tomaram conta das iniciativas, mas o Flamengo também era perigoso nos contra-ataques. Magno Alves aos 40, recebeu cruzamento, praticamente livre entre Léo Morto e Alex Silva, só que cabeceou pra fora. Flamengo que teve uma ótima chance de abrir o placar no lance seguinte. Aírton acionou Ronaldinho, que lançou Thiago Neves. O meia dominou muito perto do gol, só que sem ângulo. Tentou tocar pra Aírton novamente só escorar pro gol, mas a zaga do Atlético tirou.

Fim de primeira etapa, almas pro vestiário.

Na volta pro segundo tempo, Cuca mexe no Galo. Tira Wesley e põe André. Ele mesmo que trombou com Alex Silva na entrada da área, aos 2 minutos. Alex Silva tanto reclamou que tomou cartão. Na cobrança da falta, Daniel Carvalho cobra no ângulo direito de Felipe. Que saindo atrasado na bola, não conseguiu voltar, 1 a 0 Atlético-MG.

Vendo o resultado negativo, Flamengo resolveu partir pra cima, pro tudo ou nada. Ronaldinho esqueceu as reclamações pra arbitragem e foi jogar bola. Em dois lances, o Flamengo chegou ao empate. Ronaldinho achou Thiago Neves livre na área. TN7 chutou e Réver salvou o Atlético com um toque de calcanhar. Aos 16, numa bela troca de passes, o gol saiu. Léo Morto cruzou, Thiago ajeitou de cabeça, Jael escorou pra Ronaldinho que dominou e chutou colocado. Na base da sorte, a bola desvia em Leonardo Silva e entra. 1 a 1.

Pouco tempo depois, R10 recebeu amarelo por carrinho violento em Pierre. Está fora do próximo jogo no sábado no Engenhão contra o América-MG.

Cuca do lado do Atlético, mudou. Magno Alves saiu para a entrada de Renan Oliveira. No Flamengo, Luxa tirou Thiago Neves e Jael. E mandou a campo Negueba e Deivid. Nem lá, nem cá. As mexidas de nada surtiram efeito em nenhum dos dois times.

O Flamengo teve a chance de ouro de acabar com essa má-fase nos últimos minutos. Deivid recebeu livre dentro da área, mas como é de costume, errou. Após ótimo lançamento de Ronaldinho, Léo Morto entrou pelo lado direito com velocidade, bateu cruzado, mas o goleiro ficou com a bola. E ficou nisso mesmo. Atlético-MG 1 x 1 Flamengo.

Má-fase..continua. Queria muito dizer que havia acabado, mas não posso mentir. Flamengo jogou bem. Se eu falar que não jogou nada, vou tá mentindo. Se esforçou, correu atrás, mas o resultado não veio. Luxemburgo enfim fez a coisa certa. Barrou Deivid desde o começo e pôs Jael pro jogo. Que se mostrou aquele Jael que a nação conhece. Raçudo, valente e corajoso. É desse tipo de atacante/jogador que a nação precisa. Mas enfim, galera. Sábado teremos o fim dessa má-fase. Anotem aí. Venceremos os caras e a paz irá voltar a reinar na Gávea. Flamengo x América-MG, às 18 hrs, no sábado, no Engenhão. A volta da paz ao rubro-negro mais lindo e mais querido do mundo. Obrigado por lerem e até lá se Deus quiser.

Gols da partida:

SRN

Twitter: @Germano_CRF

Siga-nos no Twitter: @blogserflamengo


Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo

Comentários