Eleição do Flamengo 2015 – Breve análise das 3 chapas

 A eleição do Flamengo agora de fato começou! Com o fim do prazo das inscrições, já temos definido o número de chapas que vão concorrer ao pleito em dezembro: Chapa Azul de Eduardo Bandeira de Mello, Chapa Branca de Cacau Cotta e Chapa Verde de Wallim Vasconcellos. Apesar do grande número de possíveis candidaturas, essa deve ser a eleição em que tivemos menor número de chapas inscritas.

O primeiro quadro que podemos ter de concreto é que não há qualquer possibilidade de composição entre as chapas. Cacau Cotta que se coloca como a verdadeira oposição, não abriria mão de sua candidatura para compor com nenhuma das chapas já que elas são de mesma origem. Quem sonhava com uma união entre os grupos de Bandeira e Wallim pode esquecer, só algo muito extraordinário faria com que houvesse uma união entre eles.

As chapas não podem formalmente serem alteradas. Somente casos extraordinários sãos aceitos pela Comissão Permanente Eleitoral como nomes duplicados em duas chapas para o Corpo Transitório do Conselho Deliberativo ou em caso de impugnação dos candidatos. Como as decisões cabem recursos, alterações podem acontecer. Para saber mais sugiro a leitura do texto “O processo eleitoral” ou assista (Política Flamenga #1 – Processo Eleitoral do Flamengo 2015).

Breve análise das chapas e candidatos

Chapa Azul – Eduardo Bandeira de Mello: O candidato a ser batido e o favorito para vencer a eleição. Diferente de 2012 quando contava com os grandes executivos ao seu lado, Eduardo Bandeira de Mello conta hoje com a base de apoio dos grupos SóFla (Sócios Pelo Flamengo) e FAT (Flamengo Acima de Tudo). O SóFla tem um grande desafio nessa eleição. Em 2012 eram somente um grupo que deu apoio a Chapa Azul após a mesma se comprometer com o compromisso de executar uma agenda miníma criada por eles. Hoje, além de coordenarem a campanha, também participam da gestão.

Chapa Branca – Cacau Cotta: É a verdadeira oposição a atual gestão. Tem o grande desafio de não deixar a eleição se polarizar entre a Chapa Azul e a Chapa Verde. Cacau conta com a simpatia de muitos sócios que viram seu ótimo trabalho quando foi Vice-Presidente do Fla-Gávea na gestão de Patrícia Amorim. Conta também com grande apoio de muitos grupos que também são oposição a atual gestão, mas perdeu apoios que por coerência política eram quase certos como Jorge Rodrigues, candidato em 2012 e o ex-presidente George Helal que vão apoiar Eduardo Bandeira de Mello. Contando com esses nomes, teria uma candidatura mais forte.

Chapa Verde – Wallim Vasconcellos: Wallim conta com o mesmo grupo da Chapa Azul de origem de 2012, exceto Godinho que hoje apóia Eduardo Bandeira de Mello. Wallim tem dois desafios. O primeiro é o de diminuir a rejeição a seu nome após sua passagem pela Vice-presidência de futebol e por consequência vencer a eleição. Além de contar com o apoio do grande ídolo do Flamengo, Zico, Wallim tem a seu lado as principais cabeças que se intitulam a continuidade da gestão que colocou o Flamengo nos trilhos. Wallim e Landim anda tem uma questão, a elegibilidade de suas candidaturas. Como em 2012, o risco é eminente e é claro que devem ter um plano B.

Vídeo com breve análise das propostas das chapas

Saiba mais:

Twitter: @PoetaTulio

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Blog Ser Flamengo no YouTube: youtube.com/blogserflamengo

Comentários