24 de maio de 2022

Cenário eleitoral do Conselho Fiscal: “Rival” de Landim vai apoiar candidato da situação e oposição tenta união

2 min read

Foto: Comunicação/Flamengo

O Conselho Fiscal é o último poder do Flamengo que falta eleger seu novo quadro para o próximo triênio. Após longos debates, a direção decidiu repetir quase de forma completa, a chapa eleita em 2019, com Sebastião Pedrazzi e José Pires encabeçando. A oposição deve vir com Arian Bechara e Sérgio Bessa, também concorrentes no último pleito. Marco Aurélio Asseff, candidato à presidência em 2021, que chegou a levantar a possibilidade de lançar candidatura própria, declarou por meio de nota o seu apoio ao nome da situação.


Ouça nossas lives e análises no seu agregador de podcast preferido: SpotifyDeezerAmazoniTunesGoogle PodcastsCastbox e Anchor.


Por meio deste comunicado, nos que integramos a Chapa Azul, segunda colocada na última eleição, manifestamos nosso incondicional apoio à reeleição do Grande-benemérito Sebastião Pedrazzi para eleição do Conselho Fiscal, com a certeza que será a garantia da continuação do trabalho sério e técnico que marcou a atuação do CoFi (Conselho Fiscal) nos últimos anos, SRN“, disse Asseff em comunicado também assinado por Juliane Musacchio e Wellington Nery.

O comunicado foi recebido com surpresa, já que havia a ideia de repetir a união dos grupos de oposição que foi feita na eleição do Conselho Deliberativo. No pleito, Antônio Alcides, candidato da situação, foi reeleito com 55,2% dos votos, enquanto Lomba ficou em segundo, com 44,8%. A diferença foi de 92 votos.

A ESCOLHA DO NOME DA SITUAÇÃO PARA O CONSELHO FISCAL:

José Pires era o nome de Sebastião Pedrazzi para sucedê-lo na presidência, mas Francisco Gularte contava com o apoio de membros da diretoria. Diante do impasse, Landim resolveu que o nome seria escolhido pelos grupos políticos. Como noticiou o Coluna do Fla, no dia 27 de janeiro, houve uma reunião na Gávea. A história já se arrastava há tempos.

Foi combinado que a escolha seria feita através de votos. Cada grupo mandou um representante. O nome de Pires ganhou por duas vezes. Primeiro com o placar de 6 a 4 e depois por 6 a 5. Como não houve vitória do nome escolhido pela direção, outro encontro foi marcado com os candidatos. Na nova reunião, ficou decidido repetir a chapa vencedora de 2019. Mesmo com a saída encontrada, houve insatisfação não externada de todos os lados nos bastidores. A análise feita nos corredores do clube é que José Pires e Francisco Gularte saíram “menores” da situação.

Foto: Comunicação/Flamengo

Por Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

+ Siga o Blog Ser Flamengo no Twitter, no Instagram, no Facebook, no Youtube e no Dailymotion.

Comentários
Ser Flamengo - 2022 I Todos os direitos reservados | Newsphere by AF themes.