Coletiva da Chapa “Vencer, Vencer, Vencer”

 Estivemos hoje na coletiva de imprensa realizada pela Chapa “Vencer, vencer, vencer” encabeçada por Wallim Vasconcellos, candidato a presidente e Rodolfo Landim, candidato a vice. A coletiva contou com a presença do ex-presidente Hélio Ferraz, o atual vice-presidente geral do Flamengo Walter D’Agostino e do vice-presidente de Gabinete Adalberto Ribeiro.

Objetivo da coletiva

“O objetivo dessa reunião é fazer o anúncio da Chapa “Vencer, vencer, vencer”. O lançamento oficial vai ser feito no dia 31 de agosto”. – Wallim Vasconcellos

Composição da Chapa

“A chapa é composta em sua grande maioria por pessoas que a originaram em 2012. Talvez 95% continuem nos apoiando. Vários que mesmo fora do Flamengo e outros que estão chegando estão conosco. Quero dizer que mais empresários, mais pessoas estão se engajando na campanha. Nós vamos estar mais forte que em 2012. O Flamengo vai precisar dessa força para os próximos três anos. Continuamos como em 2012 com o apoio do nosso ídolo maior, o Zico”. – Wallim Vasconcellos

Força do grupo

“Quero deixar registrado que a evolução do Flamengo nesses dois anos foi pela força do grupo. Não teve nenhum salvador da pátria que chegou lá e resolveu mudar o Flamengo de uma hora para outra”. – Wallim Vasconcellos

Desafio para os próximos 3 anos

“A questão dos patrocínios eu falo de maneira geral, dos Esportes Olímpicos e do futebol principalmente que estarão vencendo em dezembro. Temos uma situação econômica no país difícil. Quem vai investir em patrocínio nesse país? A disputa vai ser muito maior. Não é qualquer grupo ou qualquer pessoa que não tem experiência e relacionamento que vão conseguir esses recursos”. – Wallim Vasconcellos.

Apoio em troca de cargos

“Se você se junta ao grupo pensando em ganhar em troca isso ou aquilo, você está morto. Você se junta ao grupo, trabalha pelo grupo e na medida em que a gente percebe que você tem um valor importante para contribuir nesse processo multifacetado aí nós vamos o escalar”. – BAP.

Racha

“Quando se fala em racha, parece que a gente pegou uma barra de chocolate e a partiu ao meio. Eu acho que está mais para lasca do que para racha”. – BAP

Membros que permaneceram apoiando o “Grupo original”

  “Todos que estão aí nessa foto fora o Flavio Godinho, todos os demais apoiam nosso grupo. Você não vê nenhum atual vice-presidente do Flamengo e nem o Eduardo que entrou faltando vinte dias para a eleição. Essa é a chapa chamada de “Chapa Azul”, a “Fla Campeão do Mundo”. – Gustavo Oliveira.

Exoneração de Gustavo Oliveira, Rodolfo Landim e Wallim Vasconcellos

Durante a coletiva, o site oficial do Flamengo soltou uma nota informando que o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello havia acabado de exonerar os vice-presidentes de Comunicação, Planejamento e de Patrimônio. Os agora ex-vice-presidentes receberam a notícia com surpresa. “Conversei com o Eduardo na semana passada e fui muito claro: eu estou na diretoria para trabalhar pelo Flamengo, e não para uma pessoa. Se ele acha que não temos condições ou que isso atrapalha, tem a caneta e o poder de fazer isso”, disse Landim

Apoio dos ex-presidentes

“É importante ressaltar que ter o apoio de ex-presidentes não é ruim. A gente acha que ter o apoio de Marcio Braga, Hélio Ferraz, George Helal, Eduardo Mota e outros é importante. Por que não ouvir suas experiências, sugestões, criticas? Ontem estivemos com os Grandes-Beneméritos do Flamengo, o ideal é compor. Estão tentando instalar no Flamengo uma intolerância com pessoas que tem ideias diferentes que estão no clube há muito tempo. Eles acertaram e erraram assim como nós acertamos e erramos”. – Wallim Vasconcellos

Elegibilidade de Wallim Vasconcellos

“Quando da minha impugnação em 2012, eu já tinha um parecer da Comissão Jurídica e da Comissão Eleitoral de que eu era elegível. A decisão do Conselho de Administração foi claramente política. Grande parte do Conselho de Administração naquela época era composto por pessoas indicadas pela ex-presidente Patrícia Amorim. Se eu não pudesse ser votado, eu não poderia votar e nem fazer parte do Conselho Deliberativo. As duas opções me foram facultadas e tanto votei como faço parte do Conselho Deliberativo. Ou valeria pra tudo ou não valeria pra nada. Nós vamos nos submeter ao Conselho de Administração e acatar a decisão tomada. Não temos ainda um plano B, mas esperamos um plano B melhor que o de 2012”. – Wallim Vasconcellos

Saiba mais:

Twitter: @PoetaTulio

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Blog Ser Flamengo no YouTube: youtube.com/blogserflamengo

Comentários