Delair! Anjo ou demônio?

 Delair Dumbrosck saiu da presidência do Conselho Deliberativo do Flamengo através de sua renúncia na última sexta-feira. Delair saiu sozinho, sem apoio do grupo que foi chave para sua eleição no Deliberativo e com a imagem mais do que linchada por quem ontem lhe foi fiel. Delair virou corja!

As reações a saída do Delair foi de comemoração nas Redes Sociais. Parecia ser expurgado do Flamengo todos os seus problemas. Qualquer virtude do Delair foi silenciado por causa de dois anos e três meses como Presidente do Conselho Deliberativo. A imagem que passou é que como Delair não fez o que era esperado, virou um “inimigo” a ser alvejado para fora da engrenagem.

Concordo que se a coisa estava partindo para algo que não beneficiaria mais o Flamengo, era melhor a saída. Preserva-se o Clube e o ser humano.

Delair quando presidente em exercício do Clube em 2009 por causa do afastamento de Marcio Braga que havia pedido licença por questões de saúde, levou a Olympikus para o Clube, trouxe Pet novamente ao Flamengo numa negociação que deu alivio as finanças do Clube, trouxe o patrocínio da Ale e entregou o Flamengo para Patricia Amorim com a BMG e a Batavo como patrocinadores. Mesmo que com seus defeitos, ele teve suas virtudes em prol do Clube. Merecia um mínimo de respeito.

Em 2013 apoiou o grupo que hoje está administrando o Clube. Delair fazia parte do clã de ex-presidentes que apoiavam a Chapa Fla Campeão do Mundo como Marcio Braga, Kleber Leite e Hélio Ferraz. Era comum vê-lo nas reuniões do grupo na época. Delair foi o candidato da situação para a presidência do Conselho Deliberativo ainda em dezembro de 2012. Houve um engajamento muito bom por parte da “Chapa Azul”. Delair foi eleito.

Delair começou a conduzir a reforma do Estatuto do Flamengo. E parece que foi ali que começou a desagradar o grupo que o apoiou. Motivos nem muito claros para isso, mas é fato que o rompimento definitivo foi nessa questão. A coisa ficou tão quente que os signatários do “Conte Comigo, Flamengo” se recusaram a continuar na comissão especial com os signatários dos demais projetos. Dessa comissão saiu o substitutivo que Delair tentou aprovar.

Delair comenteu equívocos e erros que mereceram criticas como a tentativa de aprovar o substitutivo que não foi discutido e nem apresentado aos Conselheiros e Sócios do Clube. A eleição para o Corpo Transitório ano passado, o que antecipou a eleição que só vai ocorrer em dezembro desse ano. Dessa medida, Delair foi derrotados em todas as instâncias. Além do grupo da situação ter vencido, entraram mais de 200 Conselheiros sendo a maioria da situação para o Conselho Deliberativo por uma brecha do Estatuto.

Que Rodrigo Dunshee conduza o Conselho Deliberativo sempre em prol do Flamengo. Sem benefícios de A ou B. Que possamos ter por parte do Conselho Deliberativo uma condução mais clara e objetiva da reforma do Estatuto.

Que essa energia toda que tiveram com Delair, seja colocada em quem realmente merece. E haverá outra oportunidade para tal!

Twitter: @PoetaTulio

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo

Comentários

No Comments

Leave a Comment