Eleição do Flamengo 2012: Caminhando para um novo Flamengo

Desde quando ‘começamos’ com a série “Eleição do Flamengo 2012”, eu esperava o dia da votação, dia esse que foi escolhido o 03 de dezembro de 2012. Uma segunda-feira que terminou histórica e emocionante para todo Rubro-Negro independente da sua posição política até a confirmação do novo presidente. 
Quando cheguei à Gávea, o meu maior ídolo, o Zico acabara de exercer o seu direito cívico como sócio do Clube de Regatas do Flamengo. Fiquei emocionado na hora e ainda mais depois dele acenar para mim ao me avistar. O dia havia começado perfeitamente bem! Aí fui encontrando amigos atrás de amigos enquanto caminhava para me familiarizar com o ambiente. 
Quero ressaltar os meus amigos que trabalharam incansavelmente nessa eleição e bem antes do dia 03 de dezembro. Tinha amigos espalhados em algumas chapas e admiro o trabalho feito por cada um! Emocionante! Ressaltar também meus amigos blogueiros, companheiros de Twitter e outras Redes Sociais que como o nosso site, também trabalharam na intenção de informar o torcedor sobre esse processo eleitoral. 
Voltando ao dia 03 de dezembro, perambulei pela Gávea inteira com amigos jornalistas ouvindo diversas personalidades da política do Flamengo e buscando informações sobre a boca de urna para informar aos irmãos Rubro-Negros de todos os cantos. Assim foi até o fim da votação. As minhas pernas latejavam de dor, meu corpo era cansaço e a cabeça desgastada pelo dia intenso. 
O que pude perceber durante este dia histórico é que foi muito importante à participação da torcida nesse processo eleitoral. Talvez, historicamente, jamais a torcida foi tão bem representada pelos sócios como nessa eleição. Godinho falou que a campanha da Chapa Azul (Fla Campeão do Mundo) foi inspirada na primeira campanha de Barack Obama para presidente dos EUA, o famoso Yes We Can traduzindo, é o sim, nós podemos que contou com um grande apelo popular pelas Redes Sociais. Deu certo! 
O fato de não ser um grupo personalista com todos sobre um, mas sim um (Eduardo Bandeira de Mello) junto com todos (Chapa Azul) foi um grande diferencial. Desde a época em que Wallin Vasconcellos encabeçava a Chapa, o discurso era sempre em prol do grupo, Eduardo Bandeira de Mello deu continuidade ao que já vinha sendo muito bem conduzido. Outro diferencial foi o projeto. Ao invés de procurar atacar gestões anteriores ou até mesmo a atual, a discussão da Chapa Azul sempre foi em alto nível, falando de um futuro promissor ao Flamengo. Parabéns para eles mais uma vez por isso! 
Quando foi anunciado o numero de votos da primeira urna, ficou impossível não me emocionar com a reação da torcida da Chapa Azul ao fazer uma linda festa na arquibancada do ginásio. Arrepiei-me e as lágrimas me vieram ao rosto! Eu era mais um naquela onda azul! Ainda mais quando cantaram a primeira música que aprendi na arquibancada de cimento do Maracanã: “Quero cantar ao mundo inteiro a alegria de ser Rubro-Negro”. Patrícia Amorim jogou a toalha e por volta das vinte e três horas e meia, Eduardo Bandeira de Mello era anunciado o novo presidente do clube de Regatas do Flamengo. Venceu o melhor projeto! Venceu o grupo escolhido pelo povo Rubro-Negro! Venceu o Flamengo. 
Agora a esperança por dias melhores são parecidas como ao fim do jogo Flamengo x Grêmio no dia 06 de dezembro de 2009 após o Hexa! E não tem nada de dever cumprido, pois o trabalho está apenas começando e no inicio da gestão, a nova diretoria precisará de nosso apoio! 
Sim, nós podemos, o Flamengo pode sim ser um gigante dentro e fora dos gramados! Assim como eu, milhares de Rubro-Negros também sonham com isso! Agora que todos os Rubro-Negros caminhem junto com Eduardo Bandeira de Mello e todo o seu grupo rumo a dias melhores e prósperos do nosso amado Clube de Regatas do Flamengo! 
Sim, nós podemos! 
Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo

Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo

Comentários

No Comments

Leave a Comment