Eleição do Flamengo: Patrícia e Jorge absolvidos, Wallin impugnado

O Flamengo já vivia um dia decisivo por conta da primeira audiência com Ronaldinho Gaúcho. Encontro que serviu para as partes estudarem um acordo. O que deve ocorrer.

Na parte da tarde já não se falava outra coisa em qualquer roda sobre Flamengo que não fosse à reunião do Conselho de Administração que ocorreria às 19h para homologação das chapas para a eleição do Flamengo que já tem até data: dia 03 de dezembro, segunda-feira.

O clima na Gávea era de tensão total. Os grupos políticos estavam divididos cada um com o seu grupo num determinado canto da sede. Peruano, Cacau Cotta, Michel Levy e outros que apoiam Patrícia Amorim se posicionavam de um lado. BAP (Luiz Eduardo Baptista), João Henrique Areias e outros que apoiam Wallin Vasconcellos do outro. Assim sucedeu para as outras chapas.

Na reunião, além da análise para homologação dos candidatos, iria à votação as candidaturas de Patrícia Amorim (Por não apresentar o balanço de 2011), Jorge Rodrigues (Por ter um contrato comercial com o Clube) e Wallin Vasconcellos (Por ter menos de cinco anos de vida associativa).


Patrícia foi a primeira a ser julgada. Ordem definida em sorteio. Patrícia foi absolvida com 58 votos a favor e 22 contra. A defesa dela também foi muito bem. Outra coisa que pesou a favor da presidente é que a maioria dos membros do Conselho foram indicados por ela.

Jorge Rodrigues foi julgado em seguida. Ao fim da votação, o dono da Triunfo Logística, patrocinadora do Flamengo foi absolvido com ampla vantagem. 72 votos a favor e 9 contra. Tanto Jorge Rodrigues como Patrícia Amorim estão aptos a concorrer o pleito de dezembro.

Chegou o momento mais esperado. O julgamento do nome mais mencionado nessas eleições do Flamengo até agora: Wallin Vasconcellos. Junto com Wallin, também era julgado o nome de Landim, seu vice-presidente na chapa. Por ser tratar de dois nomes, tanto a apresentação da defesa como a votação demorou mais do que os outros candidatos. Para alguns Wallin sairia ileso, mas numa votação apertada, outros afirmavam que não. Pelo clima da reunião, era mais do que enunciado de que os membros do Conselho de Administração que votaram a favor de Patrícia, iriam votar contra Wallin. Foi o que ocorreu. Wallin foi impugnado com 54 votos contra e 31 a favor. Landim também foi impugnado com 52 votos contra e 33 a favor.

No momento em que correu pelos corredores a informação de que Wallin havia sido impugnado, os asseclas de Patrícia Amorim não esconderam sua alegria e começaram a entoar o hino e a cantar músicas em tom de provocação aos apoiadores de Wallin Vasconcellos.

Na saída do Clube, Wallin falou sobre a sua impugnação. Mostrando claro descontentamento, Wallin foi duro ao comentar: – Isso é o Flamengo que estamos vivendo a muito tempo, vanguarda do atraso. Fizeram com a gente o mesmo que fizeram com o Zico. A chapa continua e vamos anunciar os nomes que vão nos substituir. Nós vamos continuar lutando para moralizar o Flamengo para acabar com essa corja que está aqui dentro.

Segundo assessoria de Wallin, logo mais a tarde será anunciado em comunicado oficial os substitutos. Eles tem 48 horas para isso.

A eleição do Flamengo começa agora.

Cobertura: Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo

Curta a nossa Fanpage no Faceook: Blog Ser Flamengo

Comentários

No Comments

Leave a Comment