Fica para a próxima!!!!

O Flamengo é realmente inexplicável. Depois de fazer uma péssima partida contra o Atlético-PR e Náutico, tirando claro os lampejos de bom futebol que não ultrapassam vinte minutos, o time resolveu deixar a conta ser paga justamente contra o Botafogo pela primeira partida das quartas de final da Copa do Brasil.
Não foi um início arrasador como no jogo contra o Atlético-PR e também não apresentamos as mesmas fragilidades da partida contra o Náutico. Fomos um Flamengo equilibrado e com uma postura de time grande. É o que cobro sempre. Postura!!!! Jayme deu isso ao setor que mais falhamos que é o setor defensivo. Bem postado, a defesa conseguiu não dar espaços ao Botafogo e ainda ofereceu uma boa transição com o meio campo nos contra ataques. Proposta clara de jogo que Jayme implementou.

Contando que teríamos um Botafogo mais perigoso, mais uma vez o futebol mostra as suas surpresas. O Flamengo foi quem mais finalizou e podemos dizer que o placar poderia ter sido um três a zero que não seria exagero. Numa jogada de João Paulo pela esquerda do ataque que cruza para a área e Paulinho briga com o zagueiro do Botafogo, e dá um passe tipo Beach Soccer para a finalização mortal do sempre muito criticado por mim André Santos aos doze minutos.
Diferente de outras partidas, o Flamengo continuou mantendo a sua postura de jogo e teve outras chances com Carlos Eduardo e se Jefferson não fosse eficiente, o resultado poderia ter sido bem maior. Chutamos oito vezes contra a meta botafoguense e apesar dos erros infantis que sempre nos custam vitórias importantes em qualquer campeonato, o Botafogo só finalizou três vezes contra o gol de Felipe.
Mas nem tudo é flores para o Flamengo. Até começamos o segundo tempo com a mesma aplicação tática do primeiro com todos os jogadores marcando desde a saída de bola do Botafogo. Erros aqui e acolá até que o Botafogo justamente nos mesmos doze minutos, mas agora do segundo tempo empata a partida. Mesmo não se acovardando como certos manos aí, o Botafogo cresceu e começou a chegar mais ao gol do Flamengo. Felipe foi bem acionado nos primeiros vinte minutos do segundo tempo.
O Flamengo até conseguiu equilibrar a partida, mas sem ter o mesmo número de finalizações como no primeiro tempo. Aliás, nem me lembro de oportunidades efetivas de gol por parte do Flamengo. O Botafogo foi mais perigoso, mas parou nas mãos de Felipe com as oportunidades que teve. Não fizemos uma partida dos sonhos, mas também não foi uma péssima atuação. Conseguimos fazer uma partida bem equilibrada contra o vice líder do Campeonato Brasileiro.
O empate em 1 x 1 deixa a vaga para as semi finais da Copa do Brasil em aberto. A próxima partida promete, mas esse hiato entre uma partida e outra foi uma péssima ideia da CBF. Até o dia 23 de outubro, data da próxima partida, temos que ter uma situação mais confortável na tabela do Campeonato Brasileiro para podermos ter um foco maior na busca pela classificação.
Fica tudo para a próxima!!!!!

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO 1 X 1 FLAMENGO
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 25/9/2013 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Wágner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Dibert Pedrosa Moises (RJ)
Público/Renda: 27.364 pagantes (34.319 presentes)/ R$ 1.178.520,00.
Cartões amarelos: Julio Cesar (BOT), Edilson (BOT) e André Santos (FLA)
Gols: André Santos, 12’/1°T (1-0); Edilson, 12’/2°T (1-1)
BOTAFOGO: Jefferson, Edilson, Dankler (Lucas Zen – 40’/2°T), Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Hyuri (Octávio – 33’/2°T), Seedorf e Lodeiro (Alex – 30’/2°T); Rafael Marques. 
Técnico: Oswaldo de Oliveira.
FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e João Paulo; Amaral, Luiz Antonio, André Santos (Cáreces – 30’/2°T) e Carlos Eduardo (Rafinha – 16’/2°T); Paulinho (Gabriel 30’/2°T) e Hernane. 
Técnico: Jayme de Almeida.
Twitter: @PoetaTulio
Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo
Curta a nossa página no Facebook: Blog Ser Flamengo
Sigam-nos no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Comentários