Fla x Flu – Um clássico nascido 40 minutos antes do nada

Não saberia mensurar a mística entre Fla e Flu, tantas vezes louvada pelo maior dramaturgo brasileiro, Nelson Rodrigues. Curiosamente, um tricolor autor de várias das mais belas crônicas exaltando o Rubro-Negro. Flamengo e Fluminense fazem o mais charmoso clássico do estadual mais charmoso do país. Um dos maiores clássicos entre clubes do mundo, e para muitos, o mais poético. Não é a toa que é citado no hino do Mais Querido. Abaixo, uma rápida visita as histórias inesquecíveis que os dois clubes protagonizaram.

Números do clássico 

  • 111 Vitórias do Flamengo
  • 102 Vitórias do Fluminense
  • 99 Empates
  • 447 Gols do Flamengo
  • 413 Gols do Fluminense
  • O Flamengo tem 33 Cariocas, 6 Campeonatos Brasileiros, 1 Libertadores, 1 Mundial.
  • O Fluminense tem 31 Cariocas, 4 Campeonatos Brasileiros, 0 Libertadores, 0 Mundial.

Histórias do mais charmoso clássico do país

23/11/ 1941 – O Fla x Flu da Lagoa – Curiosíssima história! 

Esse não foi o clássico mais técnico da história, mas sem dúvida foi o marcante em termos de emoção. O Flamengo precisava vencer o Fluminense para ser campeão carioca, mas saiu perdendo por 2 a 0. O time rubro-negro arrancou o empate através do lendário Pirillo, e precisava de apenas mais um tento para levantar a taça. Para ganhar tempo, os tricolores passaram a chutar bolas na lagoa Rodrigo de Freitas (ao lado do estádio da Gávea, onde a partida foi disputada), até que a partida acabasse por falta de pelotas.

Quando a última bola caiu na lagoa, o Flamengo colocou seu time de remadores para resgatá-las, em um momento épico. Com a ajuda do time de remo, a partida até prosseguiu e o time rubro-negro pressionou até o fim, mas não conseguiu o gol da virada. O Fluminense, que terminou com um a menos e também com o heróico goleiro Batatais jogando mesmo com a clavícula deslocada, sagrou-se campeão carioca de 1941.

15/12/1963 – Flamengo 0 x 0 Fluminense – O maior público da história A final do Campeonato Carioca de 1963 teve o maior público da história do estádio do Maracanã: 177.656 pagantes, com 194.603 presentes – mais gente até do que na final da Copa do Mundo de 1950. O time da Gávea entrou em campo precisando de um empate para levantar a taça, enquanto os tricolores buscavam a vitória a todo custo. Os dois times disputaram os lances com muito cuidado em todo seu primeiro tempo, com o Fla mais preocupado em se defender e o Flu querendo o gol, mas sem coragem de se lançar totalmente.

No segundo tempo, o Fluminense decidiu procurar a vitória a qualquer custo. A equipe entrou em campo com uma tática ofensiva mais declarada, passando a predominar no ataque, enquanto o rival procurou se manter na defesa. Os últimos dez minutos foram dramáticos, com os tricolores pressionando e os rubro-negros afastando de todas as maneiras. Após o apito final, o 0 a 0 garantiu o título flamenguista e a cidade do Rio de Janeiro foi pintada de vermelho e preto. Foi o fim de um jejum de oito anos sem conquistas estaduais do Fla.

12/1989Flamengo 5 x 0 Fluminense – A despedida de Zico Pouco mais de três anos após detonar o Fluminense em uma das grandes atuações de sua carreira, Zico fez sua despedida oficial dos gramados em outro Fla-Flu. Não foi no Maracanã lotado, porém: em um jogo de Campeonato Brasileiro que valia pouca coisa, os rivais se enfrentaram em Juiz de Fora-MG. Mas Fla-Flu sempre é Fla-Flu, e o resultado desta partida também ficou marcado na centenária história do clássico.

25/06/1995Fluminense 3 x 2 Flamengo – De barriga para o título

O Campeonato Carioca de 1995 foi decidido em um octogonal final. Na última rodada do returno, o Flamengo, líder, precisava apenas de um empate contra o Fluminense para sagrar-se campeão estadual no ano de seu centenário. A partida, porém, começou desastrosa para o time rubro-negro, com o rival abrindo 2 a 0. Em uma reação espetacular, porém, a equipe de Gávea buscou o empate e aproximou-se do título. Aos 42 minutos do segundo tempo, a torcida flamenguista soltou o grito: “É campeão!”.Mas a Nação não contava com a estrela de Renato Gaúcho. Ou melhor, com a barriga do craque. Após receber lançamento pela direita, o meia Aílton entortou Charles Guerreiro e bateu para o gol. A bola ia para fora, mas bateu na barriga de Renato Gaúcho e entrou, naquele que é talvez o gol mais lembrado da centenária história dos Fla-Flus. Vitória do Fluminense, campeão carioca de maneira antológica em pleno centenário do rival.

Leandro fala do Fla x Flu e da importância da torcida do Flamengo

 

Twitter: @BrunaUchoaT

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Comentários