Flamengo 0 x 4 Universidad de Chile – Copa Sulamericana 2011

Simplesmente, o pior jogo do Flamengo na temporada. Nada mais.

Flamengo veio num 4-4-2 com: Felipe, Galhardo, Welinton, David Braz, Júnior César; Aírton, Willians, Botinelli, Thiago Neves; Ronaldinho, Deivid.

Universidad de Chile veio num 4-3-3 com: Jhonny Herrera; Matías Rodríguez, Osvaldo González, Marcos Gonzáles, José Rojas; Charles Aránguiz, Marcelo Díaz, Eugenio Mena; Eduardo Vargas, Francisco Castro, Gustavo Lorenzetti.

Estatísticas da Partida:

Gol(s): José Rojas, Eduardo Vargas (2), Gustavo Lorenzetti. (Universidad de Chile)

Cartões Amarelos: Welinton, David Braz, Renato. (Flamengo) Matías Rodríguez, Marcos Gonzáles, Marcelo Díaz. (Universidad de Chile)

Cartões Vermelhos: Aírton. (Flamengo) Francisco Castro. (Universidad de Chile)

Análise do Germano:

Aquele mesmo adversário, aquele mesmo pesadelo. Tudo isso voltou a reinar na cabeça dos rubro-negros. Com um jogo bastante envolvente, rápida troca de passes e tudo mais.. Flamengo se deixou levar pelos ‘encantos’ da La U e foi massacrado no primeiro tempo com uma sonora exibição digna de Barcelona dos chilenos.

Eles começaram a partida muito bem. Bem até demais. Flamengo mal tocava na bola. Consequentemente, mal passava do meio-campo. E logo aos 13, o castigo começava. Bate-rebate na área e Rojas chuta colocado. Bola ainda é espalmada por Felipe, mas, que nada pôde fazer. Bola bate na trave e morre no fundo do gol. 1 a 0 La U.

Só aos 25, num chute de Aírton de fora da área de canhota, o Flamengo realmente assustou no primeiro tempo.

No minuto seguinte, o mesmo Aírton é expulso. Após entrada covarde em Osvaldo González. O inferno só tava começando.

Pouco depois, Botinelli cai no gramado se queixando de uma torção no tornozelo esquerdo. Ainda tenta voltar a campo, mas volta a sentir e Luxa mexe. Põe Renato Abreu em seu lugar. Nada adiantou.

Praticamente sem agredir o time chileno, o Flamengo ‘segurava’ o placar incômodo até os 42 quando foi detonado duas vezes em menos de 5 minutos.

Primeiro, Mena escora lançamento de Lorenzetti (marca de chuveiro do CAPETA –‘) e faz o segundo do time chileno. 2 a 0 La U.

Depois, Welinton fura feio (não é novidade) e deixa Vargas avançar e ampliar. 3 a 0 La U.

Fim de primeira etapa demoníaca. Almas pro vestiário.

Na volta pro segundo tempo, Luxa põe Maldonado no lugar de Deivid. Primeiro pra tentar diminuir a tamanha desgraça. Depois pra tentar diminuir.. o placar mesmo.

La U perde Castro expulso, mas não perde a força.

Aos 15, David Braz agarra o jogador da La U na área. Pênalti batido por Rodríguez e defendido por Felipe. Até agora a discussão existe sobre ‘se foi ou não gol’. ‘Se a bola passou da linha ou não’.

Enfim, Felipe defende, salva o Flamengo de uma merda maior e o jogo segue.

Vendo um pênalti defendido por Felipe, Luxa pensou que talvez pudesse ainda salvar a catástrofe da noite. Tirando Galhardo e pondo Jael no jogo.

Na primeira jogada, Jael manda uma cabeçada na trave. Mas foi só isso mesmo.

Na jogada seguinte, Rodríguez descola passe de calcanhar para Lorenzetti que manda de canhota e destrói os rubro-negros em todo o Brasil. 4 a 0 La U.

E ficou nisso mesmo. Flamengo 0 x 4 Universidad de Chile.

Seguinte nação.. Sei como tudo tá. Estamos triste demais pelo acontecido de ontem, mas em momento algum podemos deixar que isso nos faça abaixar a cabeça. Vamo levantar o astral pra de Deus quiser, vencermos no domingo. Vamo virar o foco total pro Brasileiro agora e nos dedicar pra trazermos esse HEPTA que tá bem menos difícil do que vencer essa Sulamericana. A ordem agora é essa.. Virar o foco e ir atrás do que temos real e total possibilidade de conquistar: o título brasileiro. Obrigado a todos e até a próxima. Rumo ao HEPTA.

SRN

Gols da partida:

Twitter: @Germano_CRF

Siga-nos no Twitter: @blogserflamengo

Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
Perfil no Facebook: Ser Flamengo
Comentários