Flamengo 2 x 1 América-MG – Campeonato Brasileiro

Jogo duro, brigado, mas aquele ditado prevaleceu.. Flamengo é Flamengo.

Flamengo veio num 4-5-1 com: Felipe; Léo Moura, Welinton, David Braz, Júnior César; Aírton, Maldonado, Renato Abreu, Thiago Neves, Botinelli; Jael.

América veio num 3-5-2 com: Neneca; Otávio, Anderson, Micão; Sheslon, Leandro Ferreira, Amaral, Luciano, Gilson; André Dias, Kempes.

Estatísticas da Partida

Gol(s): Kempes (América-MG). Deivid, Thiago Neves (Flamengo).

Cartões Amarelos: Otávio (América-MG). Léo Moura (Flamengo).

Faltas Cometidas: 14 (Flamengo). 19 (América-MG).

Passes Errados: 29 (Flamengo). 21 (América-MG).

Assistências: 1 (Flamengo).

Defesas Difíceis: 3 (Flamengo). 5 (América-MG).

Impedimentos Marcados: 1 (Flamengo). 1 (América-MG).

Público Presente: 9.445. Público Pagante: 6.886

Renda: R$ 189.130,00.

Arbitragem: Guilherme Cereta de Lima. Auxiliado por Carlos Augusto Nogueira Júnior e Fabrício Vilarinho da Silva.

Análise do Germano

Com as ausências de Ronaldinho e Alex Silva, suspensos, pelo terceiro amarelo e Willians machucado, Vanderlei mandou a campo um esquema pouco usado pelo Flamengo. Dois volantes e três meias de criação, com apenas Jael lá na frente.

O time começou naquele ritmo normal, mas sabendo da pressão que tava carregando nas costas. Cuja dita era enorme, e não era pra menos. No meio os encarregados da armação, erravam muitos passes. Renato Abreu conseguiu assustar em uma cobrança de falta, por cima do gol. Thiago Neves tava sumido. Botinelli vocês já sabem, nem preciso falar.

Vendo esse ritmo meio que cadenciado do Flamengo, o América ‘abriu as asinhas’ e foi pra cima. De pouquinho em pouquinho foi mostrando que podia sim sair de lá do Rio com uma vitória. E só não saiu do primeiro tempo com uns 3 ou 4 a 0 a seu favor, porque Felipe salvou muito o Flamengo lá atrás.

Aos 20 minutos, um lance que muito rubro-negro (como eu), morreu do coração. Kempes passa por Maldonado e David Braz. Tira de Felipe mas bate pra fora. Muita gente com essa besteira de Inacreditável Futebol Clube. Nem foi pra tanto. Isso acontece.

Mas depois, Botinelli se solidarizou com o gol perdido pelo adversário e tratou de fazer um pênalti em Luciano. Kempes bateu e marcou, 1 a 0 América. Confesso que eu xinguei muito na hora. Falei um monte de besteira e tal.

Isso foi o básico pro Flamengo ficar ainda mais tenso na partida. Jogadores errando mais passes ainda, Felipe saindo bisonhamente do gol. Welinton errando e furando bola. (que não é nem novidade)

Pior foi Botinelli. Que após receber um belo passe de Jael, não conseguiu o mais simples.. Chutar de chapa pro gol. Chutou muito mal, bola saiu fraquinha e ouviu uma sonora vaia. Torcida que nesse momento vaiava Luxemburgo, Botinelli, Thiago Neves e Léo Moura.

Fim de primeira etapa. Almas pro vestiário.

Na volta pro segundo tempo.. Alguns disseram que Luxemburgo ‘desceu o pau’ nos caras lá dentro. Outros afirmam que não, que apenas o time sabia que era tudo ou nada. Enfim.. Luxa foi ousado. Mexeu logo em 3 lugares. Gastou tudo que tinha em mãos e foi pra cima. Trocou Maldonado por Diego Maurício, Botinelli pelo garoto Thomás (da base) e Jael por Deivid. Time ficou num 4-3-3.

Com Diego Maurício enfim jogando bola, Léo Moura entendeu o recado, deixou de medinho e enfim foi até a linha de fundo. Passe rasteiro para Thiago Neves que não conseguiu chegar na bola. Logo depois, Júnior César, em chute da entrada da grande área, obriga Neneca e voar e espalmar.

Tentativa do Flamengo lá, tentativa do América cá. Em resposta a esse último lance, Luciano quase marca. Felipe salva mais uma vez.

Léo Moura ‘acordado’ fez o que mais sabe. Balançou, entrou na área e cruzou para Deivid de cabeça empatar, 1 a 1.

Técnico do América, ainda mexeu no time porque viu que o Flamengo tava afim de jogo, tava afim da vitória, e tava empurrado pela nação. Nem adiantou muito. Aos 43, após muito tentar, o presente veio. Diego Maurício desce pela esquerda, entrando na área. Bate, Neneca defende e espalma nos pés de Deivid que deixa pra Thiago Neves bater. Bola volta pra ele, só que pelo alto. Suficiente pra ele testar e mandar a zica pra casa do baralho. Gol e muita festa no Engenhão. Era a virada, era 2 a 1 pro Flamengo. E como eu falei no último post, a vitória iria vir, e veio.

Mas como o Flamengo ama nos matar do coração, ainda houve uma ‘ajudinha’ do nosso ‘querido e amado’ Welinton. Falta na entrada da área, mas que não deu em nada. Bola pro alto e fim de jogo. Flamengo 2 x 1 América-MG

Pois é, galerinha do bem. Eu falei, num falei? Vencemos. Nunca se pode nem se deve duvidar da força do Flamengo. Esse grupo é bom, só precisa disso.. Confiança. Enfim essa draga de 10 jogos sem vencer, acabou ontem. Agora é isso.. Seguir trabalhando firme e forte pra domingo pegar o SP lá dentro do Morumbixa. E se Deus quiser e com fé em São Judas Tadeu, sairemos de lá com a 11ª vitória nesse campeonato tão foda e difícil. Até lá, meus amigos. Obrigado por lerem. E rumo ao HEPTA, porque podemos e merecemos.

Gols da partida:

SRN

Twitter: @Germano_CRF

Siga-nos nos Twitter: @blogserflamengo

Curta a nossa fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo

Comentários

No Comments

Leave a Comment