Gabigol da raça do Flamengo!

Para encarar o Fortaleza no Maracanã, ainda sem Diego Alves e César, ambos no departamento médico, Gabriel Batista foi de novo(e ainda será por alguns jogos) o encarregado de defender a meta rubro-negra. E, além dessa mudança necessária, Domènec decidiu iniciar o jogo com Pedro na vaga de Gabigol – fato que provavelmente, pela reação enérgica ao fim do jogo, deixou o atacante chateado, pra dizer o mínimo.

O Flamengo começou o jogo avassalador, a exemplo da última quarta-feira, quando fez uma pressão absurda sobre o Bahia em Pituaçu. Dessa vez, a vítima por alguns minutos foi o Fortaleza de Rogério Ceni, no Maracanã. O rubro-negro precisava da vitória, ainda que não estivesse mais dentro ou próximo da zona de rebaixamento, mas pelo fato de que ainda não tinha vencido dentro de sua casa nesse início de campeonato nacional.

E logo aos 6 minutos de jogo, Everton Ribeiro tirava mais um “coelho da cartola”. Ele próprio iniciou a jogada na esquerda, recebendo de Arrascaeta, vendo Pedro dentro da área dando opção. O meia ergueu a bola na área, Pedro matou no peito, girou e finalizou para a defesa difícil de Filipe Alves que soltou a bola em seguida. Mas para a nossa felicidade, soltou bem nos pés de Everton Ribeiro, que nesse meio tempo já havia invadido a área, e esperava justamente essa bola. Everton Ribeiro deu uma cavadinha, encobriu Filipe, apenas deslocando-o, e fez outro golaço. O Flamengo avassalador abria o placar diante do time cearense no Maracanã e começava a cutucar o Internacional no topo da tabela.

Aquele jogo frenético do Flamengo logo deu lugar à calmaria e paciência, quando o Fortaleza começou a ter chances pelo lado esquerdo com Osvaldo, dando sufoco em Isla. E foi exatamente por ali que conseguiu um pênalti aos 14 do primeiro tempo, quando o chileno errou o tempo do carrinho e foi nas pernas de Osvaldo. Na cobrança da penalidade, Gabriel Batista acabou caindo antes do chute de Juninho e dando o canto esquerdo ao adversário que empatou o jogo.

Osvaldo que ainda assustou Gabriel em outra subida pelo setor de Isla, que se mostrava um tanto perdido na marcação. No outro extremo do campo, Pedro que havia ganhado a posição de Gabigol pelo segundo jogo, não foi tão assertivo dessa vez.

No segundo tempo, o atacante deu lugar a Gabriel, que entrou fulminante, indo inclusive antes do meio-campo buscar jogo e ajudar os companheiros de marcação a sair ao ataque. Pedro Rocha, que havia entrado no segundo tempo, sentiu a parte posterior da coxa. Ele havia entrado junto a Diego, Matheuzinho e Lincoln. Diego entrou bem no jogo, fazendo a transição entre a defesa e o ataque de maneira rápida e controlada. Lincoln, apesar dos erros de quem ainda busca confiança e tenta agarrar cada oportunidade como se fosse a última, se afobou em alguns lances que poderia ter produzido mais. E Matheuzinho…

Foi de Matheuzinho o passe que encontrou Gabigol, aos 87 minutos de jogo, e garantiu a vitória do Flamengo, a primeira do rubro-negro no Maracanã, nesse Campeonato Brasileiro. O lateral praticamente rolou a bola para o goleador colocar a bola no canto oposto de Filipe e garantir os 3 pontos do Flamengo.

No fim do jogo, Gabigol ainda saiu irritado, possivelmente com o primeiro tempo que ficou no banco, estando à disposição de Domènec Torrent. E a minha opinião é que o técnico catalão vem fazendo o que acha certo para esse time voar baixo quando a temporada atingir o seu ponto crítico e decisivo. Rodando o elenco é que se faz com que a confiança de todos esteja nas alturas, assim como o condicionamento físico dos atletas.

 

Foto: Coluna do Fla

___

Por Germano Medeiros (@43Germano)

+ Siga o Blog Ser Flamengo no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Dailymotion.

Ficha técnica da partida:

Flamengo 2 x 1 Fortaleza – Estádio Maracanã, Rio de Janeiro.

Flamengo(4-2-3-1): Gabriel Batista; Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão e Gérson; Michael, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Pedro. Técnico: Domènec Torrent.

Fortaleza(4-3-3): Filipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Paulão e Carlinhos; Juninho, Ronald e Marlon; David, Osvaldo e Éderson. Técnico: Rogério Ceni.

Gol(s): Everton Ribeiro(6′ do primeiro tempo) e Gabigol(42′ do segundo tempo) para o Flamengo; Juninho(14′ do primeiro tempo) para o Fortaleza.

Cartões amarelos: Everton Ribeiro(Flamengo) e Carlinhos(Fortaleza).

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza. Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Alex Angelo Ribeiro.

Comentários