Hora de chamar a responsa

Olho no relógio, mais de 3 horas da matina. Rolo na cama, a desforrando. Nem 50 ventiladores poderiam esfriar a sensação de calor que sentia dentro do peito. Sentia-me tão cansada, e o sono não vinha. Eu tinha plena consciência que esse mimimi todo era ataquezinho pós-jogo/vergonha do Flamengo. E tinha plena consciência que as pessoas que deveriam realmente estar rolando na cama àquela hora, injustamente ressonavam o sono dos justos. Putz! – Conversando comigo mesma, coisa de gente bem sã- Mas será que esse pesadelo não tem fim? Já cansei de brincar de turista na série A. Já cansei de sambar no Z-4, e essa parada de lanterna não combina com meu traje Mulambo-Chic.

Até meus 11, 12 anos, ainda me ajoelhava num canto escuro do quarto, chorando as minhas mãos atadas. Mas o tempo passa a gente ainda chora quando tem que chorar, mas aprende a fazer as coisas acontecerem (ou ao menos deveria aprender). E eu quis que em algum momento da minha vida, eu pudesse abraçar aquele clube, que apesar de tão longe de mim, dava tanta cor e graça a minha vida. Eu quis, que aquele clube, que por vezes foi o único motivo para que eu sorrisse em certos dias, mostrasse o seu valor sempre, e se agigantasse com a minha humilde ajuda. Hoje, mais do que nunca sei que isso é possível. Somos a maior Nação de apaixonados do planeta, e se isso de nada valesse, não seríamos o que seríamos hoje. Um clube na lanterna do campeonato, sete pontos em 10 rodadas, exibições ridículas, e, no entanto, moral o suficiente pra calar qualquer rival. Temos força pra impedir que uma tragédia manche de vergonha a nossa história. E falar de tragédia na 10º rodada pode parecer falta de fé, no entanto, é apenas prevenção, uma vez que nosso Manto é mágico, mas precisa ser respeitado para exercer seu abracadabra.

Depois de uma Copa dessas, a saudade e expectativa deu lugar a preocupação e a frustração. A gente nunca fica indiferente a maus-tratos ao ser amado. E o que fazer? O que você puder fazer. Não dá pra ser Flamenguista de Facebook, não dá pra brincar de ser Rubro-Negro. É pra protestar, chamar atenção, fazer algazarra? Muito okay, algazarrearemos. Mas que seja pra clamar pelo que faça sentido. Que seja pra botar a cara, mas com idéias lúcidas, moral, sugestões sensatas e mais presença. Não podemos ver de camarote a derrocada do Mais Querido. Rechaço o desperdício de nossa força. Rechaço a procrastinação dos engravatados. Rechaço essa palhaçada toda. Melhor chamar a responsa agora do que amargar o amanhã. Vai vendo!

Flamengo uma vez e sempre.

Twitter: @BrunaUchoaT

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo

 

Comentários

2 Comments

  • sorin 19 de julho de 2014 at 14:11

    Puta que me pariu. Quando leio os textos da Bruna dá vontade de tacar o celular na parede,desinstalar o world e não escrever mais porra nenhuma. #BrunaMítica #OffRio

    Reply
    • Bruna Uchoa 20 de julho de 2014 at 12:26

      Muito obrigada, Sorin!
      Elogio seu me faz ganhar o dia! #Mito #VidaDeTorcedor

      Reply

Leave a Comment