Jayme, confiamos em você!

Duas vezes Hernane, Wallace uma vez e Elias também, fizeram o placar desta tarde no Maraca. E foi um Flamengo do jeito que a torcida quer, do jeito que a torcida pediu e sempre pede. Mais uma vez sem inventar, Jayme mandou a campo o tradicional 4-4-2 com Felipe; Leonardo Moura, Samir, Wallace e João Paulo; Amaral, Luiz Antônio, Elias e André Santos; Paulinho e Hernane. E o time, mesmo com algumas entregadas, conseguiu resolver o jogo e sair do Maraca com os 3 pontos que tanto precisa(ainda precisa muito mais pra poder respirar no campeonato).
A torcida lotou e de cara viu um Flamengo agressivo, não a 100 por hora, mas de forma que fizesse o Criciúma sentir o peso da camisa que estava enfrentando. E em dois escanteios, mesmo que na base da sorte, Hernane fez 1 a 0 e Wallace ampliou. Em jogadas bem parecidas. No primeiro, a bola foi jogada pra fora de área e devolvida. Hernane pegou a sobra e abriu o placar. No segundo, a bola ficou na indecisão dentro da área e Wallace com um toque sutil colocou para o gol.
O Flamengo muito cedo resolvia o jogo, animava a torcida e aos poucos foi parando a intensidade. Tudo bem em determinado momento parar um pouco e segurar o jogo, administrá-lo. Mas era cedo em demasia para se arriscar.
Ainda tivemos um pênalti em Hernane, em que o mesmo foi derrubado por Helton Leite, que foi expulso em sequencia. Duvidoso, porém pênalti. Que Hernane bateu e fez. O terceiro do Flamengo, seu segundo no jogo.
E eram apenas 21 minutos, com o Flamengo já enfiando 3 a 0; o mesmo placar que havia feito no primeiro turno, mas fora de casa e em 90 minutos.
A torcida não parava. Gritava, pulava, apoiava e esperava do time um retorno dentro de campo. O placar era bem favorável, mas a vontade do time, juntamente com a atenção foram se esvaindo. E chegou ao ponto do lance mais horrível do Flamengo em tantos anos, acontecer.
A bola se encontrava no campo de defesa quando Chicão(que já havia entrado na vaga de Samir, machucado) e Wallace, displicentemente começaram a tocar a bola, um para o outro, vagarosamente. Foram certamente uns 5 toques de um para o outro, até que um dos dois tentou tocar para João Paulo, que não chegou na bola e o Criciúma subiu com tudo.
Felipe sai do gol em desespero e acaba derrubando Lins dentro da área. Mais um pênalti e mais uma expulsão. Desta vez, Felipe. Daniel Carvalho bateu e diminuiu a vantagem do Flamengo, que ‘rezava’ àquela altura para que o primeiro tempo encerrasse.
André Santos que, mais uma vez vinha péssimo em campo, saiu para a entrada de Paulo Victor – pela expulsão de Felipe.
No segundo tempo o Criciúma veio pra cima, devido ao gol que fez ainda no primeiro tempo e que lhe deixou com alguma esperança de empatar o jogo. Com a entrada de Morais na vaga de Daniel Carvalho, e os laterais mais ofensivos, o Criciúma tentou de todas as formas diminuir a vantagem. E assustou, principalmente em duas jogadas, de Lins e Wellington Paulista, que Paulo Victor salvou. Numa delas, a zaga totalmente desarrumada viu Wallace tirar horrivelmente a bola e dar uma segunda chance de ataque ao Criciúma, que foi desperdiçada na sequencia, para a sorte do zagueiro.
Jayme na sequencia colocou Cáceres na vaga de Luiz Antônio, até como uma tentativa de reforçar a marcação e segurar o 3 a 1, caso ficasse difícil para se conseguir um quarto gol.
Porém, em jogada pela direita, Paulinho tenta uma bicicleta e acaba dando um ‘passe’ para Elias mandar para o gol e acalmar todo o time. Era a sétima vitória do Flamengo no campeonato, 30 pontos e ainda o risco iminente de rebaixamento(clichê fica pra outra ocasião).
Jayme não vem inventando, coloca a escalação que acha ideal, sempre. Mas esse seu ‘achismo’, uma boa parte da torcida sabe de onde vem e não é dele próprio. O Flamengo joga como Flamengo, mesmo se desligando numa parte do jogo, vence o Criciúma – vitória que necessitava demais – e agora pensa no Coritiba, que está a apenas uma posição acima da sua na tabela, com 31 pontos e louco pra fazer uma vítima no Couto Pereira, acabando com a má-fase. Jayme, confiamos em você!

Fotos da partida:


Twitter: @43Germano
Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Comentários