Milagre é o C4$%lh0! (Uma noite inesquecível e dolorosa no Engenhão)

Não acredito em milagre, sou ateu, mas acredito sempre no Flamengo! Como já disse anteriormente, o Flamengo é a minha única possibilidade de experimentar a fé! Eu fui ao Engenhão com essa fé inabalável no Flamengo, fé de que o time venceria o Lanús para honrar o Manto, o apoio da torcida, e principalmente o próprio Flamengo! Nós em nenhum momento precisávamos de milagre, precisávamos que o time fosse FLAMENGO naquela noite!

Confesso que pouco me importava com o jogo que ocorria no Paraguai, pois eu queria mesmo ver o time do Flamengo se doando em campo, jogadores colando a camisa no corpo e acima de tudo, bola na rede do Lanús.

Dentro de campo os jogadores fizeram a obrigação deles; jogaram bem, Ronaldinho desequilibrou e os gols foram acontecendo. Sustos foram só dois se eu não me engano, mas nada que pudesse comprometer a nossa vitória. O Flamengo fez 3 x 0 com autoridade e em de amostras de que não  ocorreria uma outra catástrofe como foi contra o Olimpia no mesmo Engenhão. Aí cabe a pergunta: por que não jogou assim desde o inicio da Libertadores?

Quando constatei que a nossa vitória estava assegurada e sabendo que o Emelec havia empatado a partida no Paraguai, minhas atenções foram para lá e pensei: “porra, vamos nos classificar, é possível!” Meu coração acelerava tanto que pensei que teria um enfarto. Quando o jogo no Paraguai ia caminhando ao empate (2 x 2) naquele momento, as lagrimas davam sinais na minha retina, o corpo tremia… Emoção a pico… Chorei abraçado à minha esposa e com meus amigos que largaram tudo em São Paulo e na Bahia ver o Flamengo jogar.

Não tem esse papo de que o time fez a parte dele, o que eles fizeram era o mínimo e obrigação também. Só chegamos nessa situação porque o time não fez a parte dele quando tinha que fazer, porque a diretoria não fez um planejamento adequado para a competição, porque a comissão técnica não estudou nossos adversários, porque alguns jogadores foram omissos, outros infantis, enfim, coisas inadmissíveis para uma competição que era a prioridade do primeiro semestre.

Será que diretoria, jogadores e comissão técnica não sabem que estão lhe dando com o Flamengo? E que o Flamengo mexe com o amor e a paixão de milhares de pessoas? É impossível ser conivente com as pessoas que querem fazer do Flamengo uma balburdia administrativa e de planejamento. Vencer o Carioca não vai cicatrizar a péssima campanha feita na Libertadores que culminou para essa histórica eliminação. Culpados? Todos!

O Flamengo não perdeu a vaga neste jogo de quinta-feira, perdeu naquele jogo contra o Olimpia no Engenhão. A partir dali a coisa começou a desandar! Outra constatação é que o time não fez dentro de Campo por merecer continuar na Libertadores!

Ainda estou com minha alma dolorida, um rombo no coração e uma tristeza indescritível! Meus pés doem, a cabeça explode, meu corpo reclama pelos meus excessos de amor! Não me arrependo de nada, faria tudo novamente e é esse o preço que às vezes pago por amar o Flamengo quando a decência e a seriedade não são princípios básicos de quem o representa dentro e fora de campo! O preço da dor!


Twitter: @poetatulio
Siga-nos no Twitter: @blogserflamengo
Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
Comentários

No Comments

Leave a Comment