Muros da Gávea são pichados com apoio a Marcos Braz e pedidos de fora Bap e X-tudo

Os protestos pela demissão do gerente de futebol, Paulo Pelaipe saíram das Redes Sociais. Na madrugada desta terça, os muros da sede do Flamengo, na Gávea, foram pichados. As manifestações são de apoio ao vice de futebol, Marcos Braz e contra o vice de ralações externas, Bap e a X-tudo, empresa que gerencia as contas digitais do clube. A informação e as imagens é do jornalista Venê Casagrande.

CONFIRA AS IMAGENS:

LEIA MAIS:

ENTENDA A POLÊMICA:

No início da noite desta segunda (06), veio a público a demissão do gerente de futebol do Flamengo, Paulo Pelaipe. A iniciativa partiu do vice de relações externas, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, com aval do presidente Rodolfo Landim, mas sem o conhecimento do departamento de futebol.

Em 10 de dezembro do ano passado, o gerente acertou com o vice de futebol, Marcos Braz, a renovação do seu contrato que se encerrava no dia 31. Junto com a assinatura de Bruno Spindel, o documento foi encaminhado para o aval do presidente e do CEO, Reinaldo Belloti. O que não ocorreu. A ação gerou um grande desgaste interno.

Como gerente de futebol do Flamengo, Pelaipe conquistou o Carioca, Brasileiro e Libertadores de 2019. Em sua primeira passagem, que durou quase 18 meses, o dirigente conquistou a Copa do Brasil em 2013 e o Carioca em 2014.

Foto: Venê Casagrande/O dia

Por Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

+ Siga o Blog Ser Flamengo no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Dailymotion

Comentários