Nada mais a buscar.

Ficha técnica da partida

VASCO X FLAMENGO – 37ª rodada – Campeonato Brasileiro 2012

Data: 24-11-2012 Horário: 19:30 (HB)

Escalação do Vasco: Fernando Prass; Jonas, Renato Silva, Douglas, William Matheus; Nilton, Abuda(Max), Fellipe Bastos, Marlone(Dakson); Éder Luís(Carlos Alberto), Carlos Tenório). Esquema: 4-4-2. Técnico: Gaúcho.
 

Escalação do Flamengo: Paulo Victor; Wellington Silva, Marcos González, Renato Santos, Ramon; Aírton(Adryan), Ibson, Renato Abreu, Cléber Santana(Wellington Bruno); Hernane(Nixon), Vágner Love. Esquema: 4-4-2. Técnico: Ivan Izzo.

Estádio: Engenhão (RJ).

Placar: Vasco 1 x 1 Flamengo.|Gol(s): Nilton(Vasco); Marcos González(Flamengo).

Cartões amarelos: Douglas, Fernando Prass, Fellipe Bastos, Abuda, Jonas, Nilton(Vasco); Wellington Silva, Ramon(Flamengo).

Árbitro: Wágner do Nascimento Magalhães.

É triste saber e ter que comentar que o Flamengo x Vasco, Vasco x Flamengo, seja lá qual for a ordem, vem perdendo sua importância há um bom tempo. Confesso que tentei puxar na memória o último Flamengo x Vasco realmente empolgante e decisivo que eu tenha visto. Visto, só os jogos disputados pelo Campeonato Carioca.

Lembrar de um Flamengo x Vasco que eu tenha perdido a noção de direção, é uma tarefa um tanto complicada, mas pensando muito, achei: Flamengo 2 x 1 Vasco. Campeonato Brasileiro de 2007. Flamengo classificou-se à Libertadores 2008; o Vasco ficou de fora.

Ibson, curiosamente, jogava naquele time. Talvez seja, do elenco atual, junto de Leonardo Moura, o único que participou daquele jogo.

Pra falar a verdade, eu dispensaria esse discurso inicial, relembrando esse jogo lá de 2007, mas de alguma forma, senti que precisava citá-lo. Enfim, vamos ao pequeno relato do que houve ontem à noite no Engenhão.

Clássico quente, jogo bom de se ver, como nas antigas? Certamente não. Vasco e Flamengo pareciam duas moscas mortas sobrevoando um bolo podre. Não é exagero algum falar nesse tom, de um jogo que aos 30 minutos do primeiro tempo, me batia vontade de ver um filme.

O gol do Vasco foi de uma forma tão simples que nem Nilton acreditou quando viu aquela bola passando pela barreira e entrando no gol de Paulo Victor. Paulo Victor que eu espero muito que suba de produção na próxima temporada. Porque termina o atual ano numa cota muito abaixo do esperado.

Flamengo que pressionou até o fim do primeiro tempo. Ainda tivemos dois torpedos de Renato Abreu e mais nada. O resto do time, apático, sonolento, já vislumbrando 2013.

Durante o intervalo o que se viu foi uma boa chuva caindo na cidade do Rio de Janeiro e deixando um jogo que já era um marasmo, transformando-se numa sessão de Yoga.

Sim, é correto dizer que o Flamengo mereceu o empate. Depois de tanto chutar a porta de Fernando Prass e tentar arrombá-la à todo custo. Marcos Gonzáles, o galã de novela Mexicana, tratou de resolver a parada de ombro, após falha de Fernando Prass. Que até então vinha intocável na partida.

Simplesmente, esses jogos finais de Campeonato Brasileiro pro Flamengo estão sendo esse marasmo. Um time que nada mais tem a buscar na competição e restando uma rodada, não pensa mais nos 3 próximos/possíveis pontos e sim, na eleição presidencial do dia 3 de dezembro próximo.

Que venha o Botafogo e com ele, o fim de mais um Campeonato Brasileiro em que o Flamengo perdeu para si.

Twitter: @43Germano
Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo

Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
Comentários

No Comments

Leave a Comment