Não há caça às bruxas.

Após a vitória no último domingo sobre o Criciúma, pelo Campeonato Brasileiro, Luxemburgo decidiu ousar para o primeiro jogo das Oitavas da Copa do Brasil. Em vez de usar o time que vem dando certo no Brasileiro, optou por mandar um time misto(quase reserva) a campo. Luxemburgo mudou o esquema e mandou o Flamengo num 3-5-2 com Paulo Victor; Samir, Chicão e Marcelo; Luiz Antônio, Amaral, Márcio Araújo(Canteros), Mugni(Paulinho) e Everton; Nixon(Gabriel) e Eduardo da Silva. Com o 3-5-2, o Flamengo ficava sem laterais, contando com os retornos de Samir e Chicão, um trio de volantes e Eduardo da Silva iniciando como titular.

Quando, rodadas atrás o Flamengo venceu o mesmo Coritiba no Couto Pereira por 1 a 0, também tinha a proposta do contra-ataque. Porém, o time era outro. A composição tática era distinta. E além do 3-5-2 de hoje, o time já era um esboço do que vem dando certo no Brasileiro, por mais que a má-fase não tenha cessado.

O Flamengo sofreu durante todo o jogo, só mostrando ímpeto de vencer, talvez, no início do jogo. E o placar mostra isso. Foram dois gols com a bola vindo da mesma direção, da esquerda para a direita. No primeiro, falha de Canteros ao deixar Leandro Almeida livre de marcação, e no segundo, uma bola rasteira que Luiz Antônio desvia pro gol antes da chegada de Zé Love à bola. O terceiro, de pênalti! E uma certeza: vai ser difícil demais reverter o resultado no Maracanã, na próxima quarta.

Em rápida análise, posso dizer que gostei da partida de Everton e Paulo Victor. Ambos estão ganhando confiança e mostrando que podem ser muito úteis no restante do ano. Everton, infelizmente, hoje, jogou sozinho no meio-campo. Paulo Victor, que não falhou em nenhum gol, sabe que a boa fase do Brasileiro permanece, apesar do resultado negativo.

E não há caça às bruxas. Foi um resultado atípico, de um time que, pelas circunstâncias – que talvez não seja concordável para muitos – entrou com os reservas e com um esquema defensivo. Em certo momento do jogo, via-se que era possível vencer. Contudo, o Flamengo demorou a buscar isso, e quando o fez, na pressão e sem sucesso.

No fim de semana, a busca é por mais 3 pontos no Campeonato Brasileiro. Contra o Vitória, no Barradão. Uma vitória, além da pontuação no campeonato, é ótimo pra recuperar o ânimo do time para a tarefa complicadíssima que terá na quarta-feira: fazer 4 e não tomar nenhum, ou, suar sangue e ir às quartas.

Twitter: @43Germano

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo

Comentários