Ninho: Curto em ar-condicionado pode ter ocorrido por falta de reparo e manutenção adequada

Peritos do ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli) concluíram que o incêndio que atingiu o módulo habitacional no CT do Flamengo em fevereiro deste ano, acarretando na morte de dez atletas da base, começou por causa de um fenômeno termo-elétrico no interior do aparelho de ar-condicionado do quarto 6. A empresa fabricante WEG, relaciona como causas, a contaminação interna do motor, a falha do material isolante e superaquecimento da conexão por mau contato, o que estaria relacionado a falta de manutenção e reparo dos aparelhos.

Veja a matéria completa em: Ninho: Curto em ar pode ter ocorrido na falta de reparo

Por Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

+ Siga o Blog Ser Flamengo no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Dailymotion

Comentários