O bonde não pode frear nos pequenos.

Como falei no post anterior, não havia motivo para se preocupar com o timinho das Laranjeiras. Luxa armou um time para sair no contra-ataques e o que vimos foi o timinho Laranja nos esperar em seu campo de defesa. O primeiro tempo foi nosso, mas como o que faz a diferença é gol e isso o Fla não fez. Aliás, parecíamos mosca de padaria; muitos toques na bola, ficamos rodeando o adversário e nada. Aliás, pouco chutamos a gol.
Devo admitir que o segundo tempo foi melhor para eles. Deixamos os caras acreditarem que poderiam vencer, aí eles partiram pra cima. Mas nada que fosse tão assustador, tirando a pixotada do Weelinton e as saídas de bola do Felipe. Ou seja, jogaram nos nossos erros. Ainda falta a zaga ser mais segura, bem como as saídas atabalhoadas do Felipe.
Parece que tudo veio a calhar. A falta de um centroavante e essa negativa do Luxa e da diretoria em contratar o Imperador. O Luxa disse que o time ainda está em formação e que dará certo jogar sem um atacante fixo com três jogadores se movimentando lá na frente como faz o Barça. Poerra, é sonhar demais em ver o Fla jogar como o Barça. As baixas ficaram por conta das ausências de Thiago Neves e Ronaldinho para o próximo jogo do Carioca. Os dois levaram o terceiro cartão amarelo.
Agora é focar no próximo jogo da Copa do Brasil na quarta-feira contra o Fortaleza. Temos que passar sem a necessidade do próximo jogo.
SRN!
Comentários