O Flamengo chegou a 4 terrenos até decidir pelo da Avenida Brasil. Veja quais

Em entrevista ao canal Tv Coluna do Flamengo, o Vice-Presidente de Patrimônio do Flamengo, Alexandre Wrobel, revelou que a diretoria se empenhou na escolha do terreno ideal para a construção de um estádio próprio por 10 meses. Ainda segundo ele, o clube chegou a estudar 40 terrenos na cidade do Rio de Janeiro.

Na mesma entrevista, o Vice-Presidente falou que já quase no fim da ‘peneira’, ficaram com 4 terrenos para decidir qual seria o escolhido para vir a ser o local do futuro estádio próprio do Flamengo antes de decidirem pelo terreno da Avenida Brasil.

Entramos em contato com Alexandre Wrobel que nos revelou o local dos terrenos que chegaram a ser pretendidos pelo clube. Revelamos a informação no último “Vlog do Poeta“, publicado sábado (16), em nosso canal no Youtube.

Em primeira mão pra vocês aqui, como eu falei, o Wrobel falou que eles visitaram de 40 a 42 terrenos e no fim eles ficaram com os seguintes locais para a escolha final do terreno: foi o terreno de Niterói, o que inclusive fizemos um vídeo aqui, o terreno do Parque Olímpico, que a gente também fez um vídeo falando sobre, o terreno que o Fluminense tem o interesse de construir o seu estádio e mais um terreno na Zona Oeste. Ele não me especificou o local. Nós chegamos a fazer um vídeo sobre o Terra Encantada, mas isso foi logo descartado na época por causa do valor do terreno e esse terreno da Avenida Brasil, que foi escolhido por muitas situações; custo do metro quadrado, localização, pela facilidade dos torcedores se deslocarem até lá, tudo isso foi considerado“, é dito no vídeo.

Veja mais:

Confira o vídeo:

 


Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

+ Siga o Blog Ser Flamengo no Twitter, no Instagram, no Facebook, no Youtube e no Dailymotion.

Comentários

2 thoughts on “O Flamengo chegou a 4 terrenos até decidir pelo da Avenida Brasil. Veja quais

  1. Sugestão para o estádio

    Acredito que o maior temor dos verdadeiros Flamenguistas é voltar na época dos dirigentes, que assim como nossos políticos, só pensavam em si mesmos e sempre tiraram vantagens do NOSSO CRF!
    Pois bem, sabemos que essa atual presidência institucionalizou regras mais rígidas na boa prática de gestão. Flamengo não começou a ter dinheiro só nessa gestão, sempre fomos ricos, mas para onde ia o dinheiro todos sabemos…
    Aonde quero chegar é que só temos ídolos dentro de campo e o CRF não funciona só no campo.
    Precisamos formar e reconhecer os ídolos fora de campo! Precisamos de bons exemplos fora de campo, de referências fora de campo, de ídolos fora de campo que sejam lembrados e admirados pelos atuais gestores. Que os gestores tenham a quem seguir, a quem ser comparados a quem se espelhar…

    Minha sugestão é uma estátua/busto do presidente Eduardo Bandeira de Melo e uma placa com o nome de sua equipe no novo estádio.
    E caso seja o Maracanã, que seja lá ou na Gávea.
    Fato, precisamos reconhecer esse trabalho excelente que só quem ama o Flamengo e tem competência profissional.
    Essa atual gestão foi um divisor se águas, uma nova história do Flamengo. Um novo Flamengo.
    São gestores, profissionais competentes, que trabalham por amor ao Flamengo e tem o prazer e satisfação e simplesmente fazer um bom trabalho pensando no presente e futuro do Flamengo!

Comments are closed.