O que esperar do 2015 do Flamengo?

Fiquei algum tempo matutando sobre o tema que embasaria  minha participação no blog em 2015.

Comecei a achar que deveria falar sobre o próprio 2015 ( como o imagino). Vamos lá!

Se todo ano eu começo com ânimo? Sim. Nato do Rubro-Negro essa fé inenarrável no Manto. Mas dessa vez a razão me faz crer que a emoção está perto de alcançar níveis indeléveis. Os números… ah, os números! Sou da fuzarca do Fayol, do Taylor, do Weber. Gestão pra mim é uma palavrinha mágica.  E perpassa essa questão de imagem office, invadindo os campos tão fortemente que se camufla. É tão intimamente ligada aos bons  resultados na nova tendência no mundo do soccer brasileiro, que as duas coisas tornam-se uma realidade homogênea. Tolo aquele que despreza o planejamento a curto, médio, longo prazo. Tolo aquele que se nega a ter uma visão holística sobre o Clube de Regatas Flamengo.  Creio que estamos na estrada de tijolinhos amarelos rumo a grandes glórias.

De R$ 273, passamos a casa dos R$ 303 milhões de reais em receita bruta, ao passo que o endividamento total foi significadamente reduzido. Reparem essa relação entre endividamento/faturamento :

image

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/20141
Pois bem. Seguindo a política do Quero E Nego, Compro Se Puder, o Fla paulatinamente se tornou um destino desejado e desejável. O caloteiro virou bom pagador e que ironia, quem nos rejeitou um dia pelo medo de  não receber ( os meses na Gávea não tinham 30 dias), hoje não recebe no local que priorizou. Olha como são as coisas. Gracias, translação. Gracias, rotação. O mundo gira! O famigerado caloteiro carioca hoje atrai investimentos, está no mercado. Agora, se nele faz as melhores escolhas…  há controvérsias quanto  a isso. E sempre haverá. De qualquer forma, pensando friamente em cada uma das peças que chegaram, não sinto nenhum desconforto. Sinto apenas a necessidade de algumas poucas peças, sendo a principal delas o meia armador que tanto precisamos. Um camisa 10 digno, sabe?  Não que eu despreze a vinda de um camisa 9, mas uma criação qualificada, facilita pra qualquer um e é uma grande carência nossa. Um atacante, mesmo famigerado, vive de oportunidades. Se ninguém as criar,  vai operar milagres toda quarta e domingo?  Se os reforços que a Nação espera realmente chegarem, ótimo. E se não chegarem, contamos com o bom senso do Pofexô. Utilizar bem as peças que tem é  melhor arma do técnico que não trabalha com estrelismo no elenco.

De finanças passei para o futebol (seria difícil não utilizar esse esporte como exemplo central), uma vez o bom resultado resultado de 2014, nos garantiu entrar em 2015 como o maior arrecadante entre os clubes de futebol, e assim ter opções mais interessantes nas janelas. E até o final do ano, o Fla deve ter um endividamento inferior a R$ 500 milhões, o que em conjunto com o alavancamento de receitas brutas , que estão projetadas para um crescimento de mais R$ 62 milhões, permite ao Rubro-Negro  sonhar com um time muito mais competitivo e cada vez mais melhoras na sede social.

 De qualquer forma, não estamos piores do que em 2014, e a tendência é que tenhamos resultados muito mais dignos de Flamengo. O Carioqueta, campeonato  que não admite críticas (lamentável),  antes de começar, engatinha para nós. E nos demais  campeonatos, podemos esperar sim, bons resultados. No brasileirão, duvido muito, que nos embolemos  contra a ”zona da confusão”. Podemos esperar sim, um grande ano, já que mal começou, e já promete as melhoras do próximo.

Flamengo, a saudade de ter nas quartas e domingos se torna insuportável em curto espaço de tempo!  Vem, vem pros gramados descompassar nossos corações! Vem, vem provar que o ano novo, será realmente feliz!

Ei galera…. se 4% de nossa torcida se associar ao Nação Rubro-Negra,  quanto vocês imaginam que teríamos para investir no futebol com  as mensalidades de 1.600.000  associados? #FicaDica .
Saudações Rubro-Negras,
Bruna Uchôa

Twitter: @BrunaUchoaT

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Comentários

1 Comment

  • FABIO 9 de janeiro de 2015 at 07:51

    Excelente análise, a Nação tem que se mobilizar, não podemos nunca sermos apenas o sétimo em STs com menos da metade do líder, seria incrível estarmos no topo da cadeia alimentar, nosso lugar de direito.

    Reply

Leave a Comment