O que esta por vir

O jogo do último sábado foi um verdadeiro teste pra cardíaco. Emoção não faltou. No primeiro tempo mais parecíamos um bando de loucos. Adjetivo dado a uma inóspita torcida paulista. Imagino o que Luxemburgo falou no intervalo aos seus comandados. A postura no segundo tempo foi outra e com direito a todo sofrimento possível, vencemos.

Não vim escrever sobre o jogo de sábado, mas sobre os próximos embates que para mim podem definir o que realmente podemos conquistar neste Brasileiro. Na próxima rodada teremos o São Paulo no Morumbi. Por conta do “Peladão das Américas”, teremos uma semana inteira para trabalhar. Motivos para vencer, nós temos de sobra. Primeiro porque o São Paulo é concorrente direto pelo título; segundo é porque uma vitória nos deixa no meio do bolo de quem briga pelo título e terceiro, uma vitória dentro do Morumbi nos dará um baita moral para seguirmos na luta pelo título. Deixando bem claro que teremos muitas dificuldades.

Em seguida teremos um jogo contra o Universidad de Chile que ainda não tem local de ida e volta definido pela Sulamericana. Se tivermos que viajar para o Chile, o desgaste pode jogar contra, pois logo depois teremos o Florminense. É provável que o Flor também esteja brigando por um lugar no horizonte como nós. Mesmo com os altos e baixos do Flor, não podemos esquecer que é um clássico e tudo pode acontecer. Uma vitória será fundamental.

Três dias depois teremos o conturbado Palmeiras de Felipão. Jogaremos em casa e uma vitória é mais do que obrigação! O porquinho é fraco, joga feio e também vive de altos e baixo dentro do campeonato. Como afastamos a zica de reanimar mortos, acredito numa vitória. É inaceitável tropeçar numa equipe que com dois jogadores a mais, deixa o combalido Patético-GO empatar depois de um sufoco monstruoso. Podemos nos valer também da interminável briga política que o porquinho vive, pois isso reflete na atuação da equipe, já que Felipão é quase sempre na maioria o pivô dela.

Há algum Rubro-Negro que está com o Ceará engasgado aí? Pois é amigos, o Ceará é a nossa pedra no sapato. Quem não lembra que foi para eles que perdemos a histórica invencibilidade em 2011? Uma derrota de 2 x 1 dentro do Engenhão praticamente determinou a nossa eliminação da Copa do Brasil. Fora de casa empatamos por 2 x 2 e perdemos a oportunidade de entrarmos pela janela na Libertadores 2012. O último jogo foi no primeiro turno do Campeonato Brasileiro e novamente empatamos. Dessa vez o jogo foi 1 x 1. Depois de estarmos ganhando por 1 x 0, eis que Welinton fez mais uma das suas e deixamos mais uma vitória escapar.

Uma semana depois vamos rceber o Santos no Engenhão. Será impossível não lembrar do último jogo pelo primeiro turno do Brasileirão 2011 na Vila Belmiro. Depois de estarmos perdendo por 3 x 1 com direito a golaço de Neymar, o Fla ressurgi das cinzas e empata a partida ainda no primeiro tempo. Seis gols nos quarenta e cinco minutos iniciais de um jogaço histórico. Nos segundo tempo, o Santos fez mais um com Neymar e surge o craque da noite: Ronaldinho. O camisa dez do Flamengo fez um golaço de falta cobrada por baixo da barreira e depois deu numeros finais ao jogão com um ótimo passe de Thiago Neves. Jogo que ficará na cabeça de todo amante de futebol. Torço para que neste jogo, o Santos já não almeje mais nada e que seu pensamento esteja todo no Mundial. Difícil vai ser repetir aquele jogão. Mas é o que todos esperam!

São quinze pontos em disputa. Jogos contra adversários difíceis, mas que irá determinar a vida do Flamengo em busca do tão sonhado Hepta e a conquista isolada da hegemonia do futebol nacional. São três jogos em casa e dois fora. No primeiro turno nós conquistamos onze pontos contra esses mesmos adversários, mas acredito que agora dá para vencer todos e conseguir os fundamentais quinze pontos, mas lembrando que ainda mais estar por vir!

Tulio Rodrigues
SRN!
Twitter: @poetatulio
Siga-nos no Twitter: @blogserflamengo
Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
Comentários

No Comments

Leave a Comment