O revés que doeu.

Eu não diria que foi uma noite atípica. Mas sim, estranha, tensa e nervosa. Joel mandou a campo um time bem mudado. Os desfalques eram: Ronaldinho (convocado para a seleção da CBF brasileira), González (convocado para a chilena), Léo Moura (contundido) e Aírton (pé-esquerdo quebrado).

Era um time bem mesclado, com veteranos e jovens. Entre esses veteranos, estava Deivid. O maior assunto da mídia mundial, durante a semana passada, mostrou ontem que estava afim de se redimir. E foi dele a boa contribuição para o primeiro bom lance do jogo que resultou em gol rubro-negro.

O atacante recebe a bola no meio e adianta um pouco. Prepara o chute e chega nela antes do zagueiro que tentara cortá-la. Chute saiu forte, seco e foi na trave. Mas dessa vez, a bendita nos ajudou. Bola sobrou para Love. Que furou na primeira, mas foi eficiente na segunda e mandou lá dentro. 1 a 0, Flamengo.

Como eu dizia no começo do post, tivemos algumas baixas. E todas elas repostas da melhor forma possível. Entraram Galhardo, Muralha e Bottinelli. No começo, os erros de passes eram bem visíveis, mas logo o time rubro-negro conseguiu se acertar em campo. No meio, Bottinelli se encarregou de armar as jogadas. Renato ficou com a braçadeira de capitão e ao mesmo tempo tentava se aproximar da linha de frente composta por Deivid e Love.

Em bela cobrança de escanteio de Bottinelli, David Braz quase marca. O goleiro defendeu sem sustos.

Deivid, se mostrou um jogador disposto. Disposto a esquecer o último acontecido e também a ajudar o time. Tanto é que participou de outra ótima jogada de ataque. Na qual, com um toque de canhota, deixou Love na cara do gol. Uma pena que o atacante de tranças, quis driblar o goleiro. Perdeu a chance de ampliar.

Do lado do Boavista, um cara chamado Tony, chamou a atenção, mais do que os próprios que deram a vitória ao time. Foi ele o autor de duas entradas criminosas em Willians. Que por conta disso, teve que sair carregado para o banco de reservas. Willians sofreu uma forte torção no tornozelo direito e está impossibilitado de praticar futebol por tempo indeterminado. Maldonado entrou no seu lugar. E Willians, chorou e se contorceu de dor enquanto era examinado pelos médicos rubro-negros no banco de reservas. Esperamos que volte logo, Willians !

E em 3 boas chegadas, o Boavista conseguiu o que tanto queria. Em jogada pela direita, Thiaguinho é derrubado dentro da área por Maldonado. Pênalti ! Na cobrança, Somália bateu com extrema calma e fez. 1 a 1.

Fim de papo no primeiro tempo.

O Flamengo voltou bem lento e desligado pro segundo tempo. Não era o mesmo do começo da primeira etapa. Tanto é que vários jogadores falharam nas suas funções. Torcida pediu Negueba !

E o lance polêmico do jogo, veio à tona. Paulo Rodrigues cobra um escanteio e, enquanto é puxado dentro da área por Galhardo, Sheslon deixa a mão resvalar e desviar a trajetória da bola, enganando Felipe. Que socou errado e acabou colocando a bola dentro do próprio gol. Era a virada do Boavista. Muita reclamação. Que no fim das contas, não adiantou de nada.

Pouco tempo depois, Joel tirou Bottinelli e lançou Negueba. A equipe ganhou mais velocidade pelo lado direito, mas, ainda assim, sofria pra criar boas jogadas.

Aos 25, Joel tenta sua última cartada. Tira Deivid e manda Diego Maurício para tentar ‘salvar a pátria’. Na base do abafa, o Flamengo ainda tentou algumas jogadas, mas de nada adiantou.

Flamengo estreia na Taça Rio com problemas, várias baixas e sem saber o dia de amanhã.

 
 

Só digo uma coisa.. Libertadores daqui a pouco volta e eu não quero ver ninguém com ‘disse-me-disse’ e conversinha fiada ali dentro, não. Muito menos aqui fora. To de saco cheio com esse papo de, possivelmente, o Joel estar querendo priorizar a Taça Rio e deixar de lado a Libertadores.

Que eu esteja errado. ABSURDAMENTE ERRADO.

SRN

 
Twitter: @43germano

Siga-nos no Twitter: @blogserflamengo

Curta nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
 

Comentários