Pedir respeito é pedir muito?

Prefiro não começar esse pós-jogo com aquelas minhas frases ‘poéticas’ e aquele cenário de sublimação mentiroso. Até porque se eu fizer isso, estarei sendo falso com todos vocês. A foto acima, retrata bem o que eu, você e muitos outros rubro-negros passaram ontem em frente à tv, ou até mesmo no Engenhão – que não estava lotado, mas pulsou como um La Bombonera em dia de jogo do Boca.

Esse pós-jogo de hoje, vai muito além do resultado pífio que foi essa Libertadores para o Flamengo. Vencemos por 3 a 0, sim. Mas não é porque vencemos por 3 a 0 que fomos dormir animados. Jogadores, infelizmente, jogaram com raça e disposição. Aí você me diz: “Infelizmente, Germano?” Aí eu te digo: “Sim, amigo. Infelizmente.” Porque esse time só joga assim, INFELIZMENTE, quando está com a corda no pescoço. Prestes a afundar, prestes a morrer.

Simplesmente, não dá pra entender quando e como o Flamengo vai entender que é um time GIGANTE. Quando os dirigentes vão tomar vergonha na cara e saber ‘peitar’ os jogadores. Terem pulso. Também quero saber, quando o time vai jogar sempre igual ontem. Vencendo e pressionando o adversário.

Sei que é ridículo falar isso, sei que é horrível sentir isso, mas, eu sinto uma inveja brava do Barcelona. É um time que dá orgulho pra aquela torcida catalã. Tá certo que a torcida nunca faz sua parte, nunca apoia nem nada. Fica sempre batendo palmas a cada lance genial do Messi, do Xavi, do Iniesta e de todo mundo. Porque ali naquele time, em todas as posições têm ótimos jogadores. Alguns como Keita, Abidal e etc, não dispõe de qualidade técnica apurada como Messi, Xavi e Iniesta, mas em questão de raça, os caras dão show em todo jogo.

Eu me segurei por muito tempo pra não falar do Barcelona como exemplo a ser seguido, mas fica difícil. Muito difícil. Execrar o Joel? Vai mudar em que? Vai adiantar a Patrícia mandá-lo embora hoje e amanhã nos trazer um ‘quebra-galho’? Não se iludam com o que o Andrade fez em 2009. Porque um raio nunca cai duas vezes no mesmo lugar. Aquilo foi um fato raro, em que treinador e time se uniram fortemente. Todos queriam a mesma coisa, foram buscar e conseguiram. O astro daquela companhia era o Pet. Que só veio pra cá – embora infinitamente contestado pela idade (inclusive por mim) – por causa de uma dívida trabalhista. Ele próprio já falou em vários veículos da imprensa: “Não fosse aquela dívida, eu jamais teria voltado ao Flamengo.”

Para pôr fim às comparações, vos digo que: Em relação ao Barcelona, é simples. Quem vê futebol europeu, sabe o que eu estou falando. Eles fazem um trabalho desde a base, em que os jogadores não têm regalias, aprendem a ser humildes. O Barcelona – poucos sabem – tem uma dívida que gira em torno dos 400 milhões de euros. Pouco né? Pois é. O Barcelona é ‘lascado’ em dívidas, mas em campo dá retorno. E muito retorno. É o atual campeão mundial. Não à toa também, tem os 3 melhores jogadores do mundo, no elenco. Isso é só pra esclarecer que um time não precisa ser repleto de grandes estrelas pra ganhar tudo. Basta ter raça e jogadores humildes que realmente querem algo pro clube. E NINGUÉM PENSA APENAS NOS INTERESSES INDIVIDUAIS.

E em relação àquele Flamengo de 2009: Os jogadores ‘compraram’ a ideia. Se uniram com o Andrade, quiseram e estavam dispostos a ajudar. Pet, Adriano, Zé Roberto, Bruno, Angelim, Léo Moura, Juan, Aírton, Maldonado, Álvaro.. Todos esses se uniram no meio do ano, quando o Andrade assumiu. Ideia inicial? Tirar o time da zona desconfortável em que o time se encontrava perto do rebaixamento. Aos poucos foram conseguindo. Nos levaram ao g4, numa arrancada fora do comum. Chegamos ao g4 faltando – salvo engano – 5 rodadas pro fim do torneio. Viram que dava pra buscar o título e foram buscar. Contaram com a ajuda suprema. Mas dane-se. Quem se importa com isso quando se vê um time com raça e querendo as coisas?

Uma pena que pouco tempo depois daquele título inesquecível, uma mulher assumiu. Nada contra as mulheres. Porque até acho as mesmas bem mais produtivas do que homens. Bem mais responsáveis. Apenas porque a Patrícia Amorim, é uma pessoa política. E apaixonada pelos esportes olímpicos. Ou seja, DANE-SE O FUTEBOL DO MAIOR CLUBE DO MUNDO.

Desculpem se mais uma vez, não fiz o pós-jogo que vocês merecem. Simplesmente ainda me sinto atordoado com o que presenciei ontem em frente a tv. Mas tudo isso não teria acontecido se tivessem feito tudo certinho. Tudo da forma certa. Mas o que adianta falar e falar e falar isso tudo num blog? Até duvido da verdadeira utilidade dessa Ouvidoria que colocaram no site.

Pra encerrar, peço e espero uma coisa dos jogadores: RESPEITEM ESSE MANTO QUE VOCÊS VESTEM A CADA JOGO. PORQUE NINGUÉM AQUI É PALHAÇO. NINGUÉM AQUI PAGA INGRESSO PRA VER 11 CARAS ENTREGAR UM JOGO GANHO POR 3 a 0.

Só peço que São Judas Tadeu nos abençoe e nos ilumine pra ganhar esse Brasileiro e voltar à Libertadores 2013. Porque não aguento mais entregar campeonato ganho. Meu time é imenso pra depender dos outros. É triste, é revoltante! (Abaixo os gols do jogo de ontem. E me desculpem mais uma vez.)

 
Twitter: @43germano

Siga-nos no Twitter:
@blogserflamengo

Curta a nossa Fanpage no Facebook:
Blog ser Flamengo
Comentários

No Comments

Leave a Comment