Pós jogo – Nautico 0 x 1 Flamengo – Campeonato Brasileiro 2012

Ficha técnica da partida
NÁUTICO X FLAMENGO – 35ª rodada – Campeonato Brasileiro 2012
Data: 11/11/2012. Horário: 19:30 (HB)
Escalação do Náutico: Felipe; Patric, Alison, Jean Rolt, Douglas Santos(João Paulo); Dadá(Dimba), Josa, Souza, Rhayner; Rogério(Araújo), Kieza. Esquema: 4-4-2. Técnico: Alexandre Gallo.
Escalação do Flamengo: Paulo Victor; Wellington Silva, Renato Santos, Marcos González, Felipe Dias; Amaral, Ibson(Bottinelli), Renato, Cléber Santana(Wellintgon Bruno); Hernane, Vágner Love(Paulo Sérgio). Esquema: 4-4-2. Técnico: Dorival Júnior.

Estádio: Aflitos(Recife/PE) |Público presente: 19252 |Renda: R$ 406.175,00
Placar: Náutico 0 x 1 Flamengo. |Gol(s): Renato 36’ 2º tempo(Flamengo).
Cartões amarelos: Dadá, Kieza(Náutico). Felipe Dias(Flamengo).
Arbitragem: Guilherme Cereta de Lima. Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse, Cleriston Clay Barreto Rios.

É uma raridade quando um jogo contra o Náutico, no Recife, se mostre fácil pro Flamengo. Sempre passamos perrengue ao subir ao Nordeste e enfrentar times daqui da parte de cima do Brasil. Sorte do Flamengo que a torcida sempre lota onde quer que vai. Ainda mais aqui.

Como alguns sabem, estou totalmente desatualizado da atual conjuntura do Flamengo. Tanto dentro quando fora de campo. A única coisa que sei é que concluímos esta 35ª rodada, com vitória sobre o Náutico e estamos com 47 pontos. No mais, estou desatualizado. Motivos pessoais me levaram a tomar algumas decisões, que me levaram a chegar neste ponto de desorientação.
Hoje, confesso que me surpreendi ao ver o garoto Filipe Dias entrando na lateral esquerda. Quando a escalação começou a ser visualizada na televisão, olhei eu pensei que ali estivesse o Ramon, como é de praxe desde que o mesmo chegou ao Flamengo.
Também achava que o Liédson fosse entrar em campo. Entrou o Hernane. De resto, a escalação não me surpreendeu. Mas – o que me surpreendeu/venha surpreendendo – seja o fato de que o Dorival perdeu completamente o rumo do barco, o qual ele, até o jogo contra o Atlético-MG no Engenhão, vinha traçando: arrancada saindo da zona incômoda e possível vaga na Libertadores.
Perdeu tanto o rumo da situação, que vai terminando o campeonato sem almejar absolutamente nada este ano. Sul-americana? Perdoe-me, não é da grandeza do Flamengo. Não corresponde a isso!
O jogo de hoje contra o Náutico marcou a celeuma que o Flamengo vem vivendo a um longo tempo. Jogo morno, frio, seco e sem gás. Com dois times parecidíssimos em campo. Foi praticamente um “não toque em mim que eu não toco em você”. E assim Náutico e Flamengo caminhavam a passos lentos porém absolutamente certos para um empate em 0 a 0.
Até que, eis que Wellington Bruno é derrubado dentro da área. Derrubado? Ali, no máximo houve um impedimento de que o meia do Flamengo invadisse a área do Náutico. Pra mim, absolutamente nada. Mas como a arbitragem brasileira anda pior que cego em tiroteio, pênalti marcado e convertido por Renato.
Hoje, diríamos que o prognóstico do Flamengo pro resto do campeonato seja alcançar o 7º ou 6º lugar. Libertadores não adianta, 9 pontos não a garantem. Flamengo que se vencer todas, chega aos 56 pontos. Sim, apenas aos 56 pontos pois cada vitória vale 3.
E a certeza lamentável de que esse ano, como muitos outros, poderíamos estar brigando pelo título – que já é do Fluminense, por méritos. Que encerremos 2012 com saldo plausível ao que é o Flamengo, e que 2013 traga novos ares.

Twitter: @43Germano
Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo

Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
Comentários