Posse de Eduardo Bandeira de Mello

Com o Salão Nobre lotado por sócios, Conselheiros e torcedores, Eduardo Bandeira de Mello e seu grupo tomaram posse de seus cargos para o próximo triênio (2013-2015). A cerimônia foi conduzida pelo presidente do Conselho Deliberativo, Delair Dumbrosck.

Quem discursou primeiramente foi Hélio Ferraz, vice-presidente de Patrícia Amorim. Hélio não se estendeu e falou da expectativa sobre a gestão de Eduardo e seu grupo. Em seguida foi Patrícia a falar. Sempre política, desejou boa sorte a Eduardo e pediu desculpa pelos erros cometidos, mas lembrou dos acertos. Patrícia expôs os sintomas que o cargo de presidente lhe concedeu nos últimos três anos: “Sempre existe uma saída, apesar das poucas noites de sono”.

O dia foi histórico! Para a torcida, a vitória no dia 03 de dezembro de 2012 significou uma nova era para o Flamengo e a posse da nova diretoria não deixou de ser diferente. As manifestações efusivas na posse deixa clara a esperança de um novo Flamengo, o nosso Flamengo que tanto sonhamos ter; um Flamengo vencedor, sério, profissional e de gestão ilibada que nos encherá de orgulho! Aqueles homens que tomaram posse não serão capazes de cumprirem o que foi falado durante a campanha sem nós, a Nação Rubro-Negra ao seu lado. Somos nós o pilar pelo qual o Flamengo se sustenta e qualquer um sem o pilar principal desse gigante é somente um mínimo de nada! E nada poderá fazer sozinho!

Eduardo Bandeira de Mello é um torcedor nato. Difícil que não saiba uma escalação, datas precisas de momentos marcantes do Clube e histórias de torcedor que eu e você também temos de arquibancada. Um cara apaixonado que se emociona ao falar do Flamengo e que com sua humildade transparece querer dar a Nação Rubro-Negra e a si próprio, o esse Flamengo que falei acima. Em seu discurso, mostrou que seriedade e profissionalismo não ficarão de fora mesmo que tenha de abdicar de coisas importantes. A ordem emergencial é arrumar a casa e a imagem que fica é que um novo Flamengo pode surgir!

“(…) Nas vitórias fora do campo é que começa o nosso desafio. Se a nossa posição como clube esportivo não está nos agradando, a situação fora de campo é ainda mais preocupante. Hoje o Flamengo tem a justa fama de clube mau pagador, que desrespeita contratos, compromissos assumidos, não tem transparência e chega a ser irresponsável no seu papel de contribuinte. Hoje vivemos uma situação aflitiva com penhoras, motivadas por não pagamentos. Essa situação é que não podemos admitir em uma instituição que agrega quase 40 milhões de torcedores, cuja imensa maioria é composta por pessoas humildes. Que exemplo é esse que estamos dando para a massa de torcedores? (…)”.

“(…) Nós não vamos descansar enquanto não eliminarmos esse passivo que não é menos financeiro é ético é moral! (…)”.

Desejo a Eduardo Bandeira de Mello e ao seu grupo todo sucesso nessa caminhada que será árdua ao longo dos próximos três anos para que se alcance o objetivo proposto que é um Flamengo do tamanho que ele merece!

Nova composição da diretoria do Flamengo:

Eduardo Bandeira de Mello – presidente
Walter D´Agostino – vice-presidente geral
Cláudio Pracownik – vice-presidente de administração e TI
Wallim Vasconcellos – vice-presidente de futebol
Rodrigo Tostes – vice-presidente de finanças
Alexandre Póvoa – vice-presidente de esportes olímpicos
José Maria Sobrinho – vice-presidente de remo
Flávio Willeman – vice-presidente jurídico
José Carlos Dias – Vice Fla-Gávea
Adalberto Ribeiro – Vice-presidente de gabinete
Gustavo Oliveira – vice-presidente de comunicação
Alexandre Wrobel – vice-presidente de patrimônio
Carlos Langoni – vice-presidente de reestruturação da dívida
Luiz Eduardo Baptista – vice-presidente de marketing
Rodolfo Landim – vice-presidente de planejamento
Flávio Godinho – vice-presidente de relações externas
Rafael Strauch – vice-presidente da secretaria geral

Cobertura feita por Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo
Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
Comentários