Quando é preferível viver apanhando.

sport_flaUm jogo de futebol só acaba quando o árbitro apita. E isso hoje serviu para ambas as torcidas de Sport e Flamengo. O torcedor do Sport que desacreditado, abandonava a Arena Pernambuco vendo o placar em 2 a 0 para o Flamengo e sem o jogo ter acabado; o torcedor do Flamengo incentivando o Olé do time, e o mesmo correspondendo em campo. Pela soberba, o Flamengo foi punido, merecidamente.

Para enfrentar o Sport num 4-4-2, o Flamengo foi a campo num 4-3-2-1 com: Paulo Victor; Léo, Wallace, Samir e João Paulo; Cáceres, Márcio Araújo, Canteros, Everton e Nixon; Élton. Três volantes, Éverton ao lado de Nixon e Élton isolado no ataque.

No primeiro tempo, o Sport não tinha sua marcação encaixada, dava brechas ao Flamengo, que, no contra-ataque(como já é armado para tal), aproveitou-se da velocidade de Márcio Araújo, Everton e Nixon. Assim logo aos 4 minutos, Everton achava Nixon sozinho na pequena área, que chegou atrasado à bola e perdeu a chance. Aos 8, sorte melhor. Nixon lança Márcio Araújo, que, vide Nixon 4 minutos antes, antecipa-se à marcação, a Magrão, e faz o primeiro.

O Sport perdido, nada conseguia. Aos 24, João Paulo recebeu a bola em sua lateral, parou, pensou e achou Nixon na área. Novamente uma antecipação, novamente um gol. Era o segundo do Flamengo e, faltando quase 20 minutos pro fim do primeiro tempo, era momento de tentar mais. Mas nada ocorreu!

No retorno ao segundo tempo, um Flamengo sonolento e um Sport aceso. O tempo passou, veio o tal Olé da torcida do Flamengo e o time erroneamente correspondendo, vide fez contra a Chapecoense no Maracanã, há uma semana.

O Flamengo teve as entradas de Marcelo, Igor Sartori e Muralha nos lugares de Wallace, Cáceres e Nixon. Igor Sartori foi o que fez a partida menos desprezível, dos que entraram. Mas desprezível mesmo foi a atuação do time em si no segundo tempo. Danilo de falta, marcou aos 43 do segundo tempo. E como se não bastasse o primeiro gol, tinha de vir o empate. Aos 46, Patric bateu cruzado e Mike tocou no canto direito de Paulo Victor.

Era a chance do Flamengo chegar aos 46 pontos e começar a cicatrizar a longa ferida deixada pela eliminação na Copa do Brasil. Mas, para eles, é preferível viver apanhando.

Twitter: @43Germano

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo

Comentários

No Comments

Leave a Comment