Que a “paudurecência” flamenga perdure!

E as coisas aconteceram como de costume; nós vencemos, jogamos bola e eles, como sempre, agredindo e criando confusão! Assim é desde que o futebol chegou pelo futebol bretão! Jogamos bem, vencemos bem, fomos Flamengo na essência da palavra e do cerne desse nome próprio: FLAMENGO!

Confesso a vocês que me faltava tesão no estádio vendo o Flamengo jogar nesse Brasileiro, mas hoje a “paudurecência” foi ferozmente controladora do meu corpo escanelado e de minha alma cética, mas Flamengo como na essência, idêntico ao mencionado acima! Gritei, vibrei, senti tensão e fiquei rouco!!! Aliás, estou rouco!

Que Flamengo gostoso de assistir, que Flamengo vibrante de acompanhar, que Flamengo cheio de tesão… Pergunte aos outros trinta e nove mil presentes sobre o que estou falando!

A torcida, bom, nós torcedores, fomos uma atração à parte; fizemos festa, apoiamos e não paramos um minuto! Houve colunistas aí falando que a torcida vinha vivendo de marketing, mas hoje mostramos que não somos marketing e nem lenda; somos reais pra caramba e aquele décimo segundo jogador, o numero 12 aposentado pelo Flamengo! Fomos a Nação! Há equipes que são donas de estádios, mas nós nascemos para lotá-los independente da situação que nosso time esteja! É a magnética!

Falando do jogo de hoje, o Flamengo jogou como a muito não se jogava. O time acertava grande sequencias de passes, triangulações, tabelas, chutes de fora da área, teve tudo. Os dois gols foram dignos do que pagamos pelo ingresso, aliás, muito mais digno já que rolou uma promoção e fomos premiados com dois lindos lances. O do Love foi pintura plástica digna de placa e homenagem. O do Liedson valeu pela belíssima jogada do Wellington Silva que não cruzou, mas deu um passe primoroso para a também bela finalização do Liedson!

O Flamengo foi tão Flamengo que todo protesto ao jogador que em tempo Rubro-Negro foi de uma “paumolecência” sem dó ficou em segundo plano! Apoiar e curtir aquele momento sacro de ver o Flamengo tão perto sendo Flamengo foi muito mais importante. Bem disse Leandro que alguns jogadores só vestiram a camisa do Flamengo, mas não jogaram pelo e com o Flamengo no sentido de incorporar a mística de vestir o Manto Sagrado e retribuir tal privilégio com raça e doação em campo.

Não vou me estender no texto! Divido com vocês o que pra mim foi mais importante dividir. Se continuarmos jogando como jogamos hoje, não sei onde podemos chegar neste campeonato, sei para onde não iremos descer!

E que a “paudurecência” flamengo perdure e nos deixe com o corpo e a alma cheios de tesão e fogo!!!

Twitter: @PoetaTulio

Siga-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo

Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo

Comentários

No Comments

Leave a Comment