Restrsopectiva 2011: Eliminação da Copa do Brasil e bom primeiro turno do Brasileirão.

 

O Flamengo estreou na Copa do Brasil no dia 16 de fevereiro contra o Murici no Estádio Rei Pelé. O sonho era conquistar a tríplice coroa. A equipe do Fla, não precisou fazer muito para vencer o jogo com o placar que anulava a partida de volta. Ronaldinho, Renato e Negueba marcaram e deram a classificação para o Fla.
Na segunda fase, o embate foi contra o Fortaleza no Castelão. O jogo foi um pouco mais duro, mas o Flamengo mostrou a sua superioridade e venceu o jogo por três a zero. Os gols foram de Renato, Wanderley e Diego Mauricio.
Nas oitava de final, o desconhecido Horizonte (CE). O Flamengo teve uma daquelas atuações para se esquecer. Todo time jogou mal e o resultado de um a um traduziu bem o que o Flamengo não fez naquela partida. O pior é que o jogo foi em casa. No jogo de volta no Ceará, o Flamengo se impôs e fez tudo que não havia feito no Engenhão. Vitória por três a zero e com tranquilidade. Galhardo, Deivid e Willians maracaram para o Flamengo.
No dia 5 de maio, o Flamengo recebeu o Ceará no Engenhão pelas quartas de final da Copa do Brasil. Com ressaca pela conquista do Campeonato Carioca, o Flamengo mais uma vez fez uma de suas piores partidas no ano e perdeu por dois a um para o Ceará, quebrando, inclusive a invencibilidade no ano. Foi a primeira derrota do Flamengo no ano de 2011. Toda esperanças estavam numa boa atuação no jogo de volta no Presidente Vargas, mas o Flamengo mesmo jogando bem não fez o suficiente para se classificar para as semifinais. Empatou em dois a dois e mostrou que a apatia no Rio de Janeiro foi o que desclassificou da Copa do Brasil.
O Flamengo estreou no Campeonato Brasileiro em 21 de maio no Cláudio Moacyr em Macaé contra o Avaí. Com uma atuação de gala de Ronaldinho Gaúcho, o Flamengo despachou com facilidade o time catarinense. Um quatro a zero que deu ânimo à torcida de que poderia sonhar com o hexa. Nos dois jogos seguintes não faltou emoção. No empate com o Bahia no Pituaçu, o Flamengo virou a partida para três a dois, mas no fim deixou empatar. Contra o Corinthians no  Engenhão, a emoção ficou por conta da despedida  de Petkovic. Todo o elenco entrou em campo com o nome do Sérvio na  camisa. O Corinthians saiu na frente e logo depois Renato bem ao estilo Petkovic, marcou um golaço de falta. Um a um e linda festa da torcida para o ídolo Sérvio.
O Flamengo seguiu empatando no Campeonato. Um a um com o Atlético-PR na Arena da Baixada e um zero a zero decepcionante com o Botafogo no Engenhão. Foi iniciada uma crise na Gávea e as cobranças aos medalhões se intensificaram. Ronaldinho que era acusado de estar abusando nas baladas, começou a ser vigiado e criticado. O duelo contra o Atlético-MG, marcou a volta do Flamengo com as vitórias e o início de uma boa sequencia. O Flamengo saiu perdendo, mas Ronaldinho empatou com um golaço e Deivid, duas vezes e Thiago Neves deram números finais a partida. Flamengo quatro  a um. Na sequencia de duelos contra mineiros, foi a vez de ir até a Arena do Jacaré enfrentar o América-MG. Mais uma vez contando com uma bela atuação de Ronaldinho Gaúcho, o Flamengo que chegou a estar perdendo por dois a um, virou o jogo para três a dois. Deivid mais uma vez deixou o dele e Ronaldinho fez o da virada.
Após a sequencia mineira, veio a sequencia tricolor. Primeiro foi o paulista que foi engolido no Engenhão. Bottinelli fez o gol e comemorou de forma original. Depois foi a vez do tricolor carioca. Willians fez o gol que fez do Flamengo, o verdadeiro “bicho papão” de tricolor. Era o Flamengo encostando nos líderes. O jogo seguinte contra o Palmeiras foi recheado de polêmicas. O Flamengo que a dias antes havia tentado contratar Kléber, enfrentava uma enorme pressão por ser, segundo Felipão, o responsável pela crise de relacionamento entre Kleber e a diretoria. Depois foi a falta de fair play de Kleber que não devolveu a bola ao Flamengo num lance da partida. Mesmo com a partida encerrada, a polêmica continuo. Thiago Neves havia declarado durante a semana que os cartões que ele e Ronaldinho haviam recebido, foi para forçar a suspensão para o próximo jogo contra o Ceará. Os dois foram denunciados, mas logo depois absolvidos. O jogo contra o Ceará foi péssimo. Após estar vencendo o jogo por um a zero, Welinton vacilou e deixou o Ceará empatar. Dois pontos perdidos.
Chega o embate contra o Santos na Vila Belmiro. Mesmo com todo o time titular, o Flamengo começa irreconhecível.  O Santos chega abrir três a zero e o Flamengo contando mais uma vez com uma grande atuação de Ronaldinho, empata ainda no primeiro tempo em três a três. Ninguém imaginava que o segundo tempo ainda reservava mais história. Ronaldinho numa cobrança de falta genial por baixo da barreira empata novamente o jogo e depois num belíssimo contra ataque genial, Thiago Neves deixa Ronaldinho livre para fazer o gol da histórica virada. Flamengo cinco a quatro. Não há como esquecer aquele jogo. Uma atuação do autêntico futebol brasileiro dos dois times. O Flamengo parecia com pinta de campeão.
Nas rodadas seguintes, o Flamengo fez um verdadeiro ataque ao líder Corinthians. Venceu Grêmio por dois a zero no Engenhão, o Cruzeiro por um a zero na Arena Jacaré e chegou a liderar por algumas horas após vencer o Coritiba por um a zero no Engenhão com o gol salvador de Jael. Essa partida marcou a última vitória do Flamengo no primeiro turno.
O Flamengo foi a Florianopólis enfrentar o enjoado time do Figueirense. Após abrir dois a zero  com dois gol de Deivid, o Flamengo novamente entrega uma vitória garantida deixando o Figueirense empatar. A recuperação parecia ser na próxima partida contra o Atlético-GO no Engenhão, mas o que se viu foi um verdadeiro vexame. Sem Ronaldinho que estava a serviço da Seleção, o Flamengo entrou em campo irreconhecível. Jogando com três zagueiros e com um esquema bem diferente do que vinha jogando, o Flamengo deu espaços que foram aproveitados pelo esforçado Atlético-GO. Ao fim do primeiro tempo, o resultado já era dois a zero para o time goiano. O que se viu no segundo não foi muito diferente do primeiro. No fim, um revés de quatro a um e o fim de uma invencibilidade que já durava cento e um dias. Essa partida também foi a de estreia de Alex Silva pelo Flamengo. As últimas duas rodadas do primeiro turno do campeonato também não foram animadoras. O Flamengo novamente entrega pontos preciosos fora de casa. Mesmo vencendo o Inter-RS no Beira Rio, o Flamengo deixa novamente a vitoria escapar por pouco. O empate em dois a dois mesmo fora de casa foi um doce amargo na boca dos Rubro-Negros. A última partida que encerrou o primeiro turno para o Flamengo foi marcante não pelo futebol apresentado, mas pelo AVC sofrido no gramado pelo técnico Ricardo Gomes do Vasco. O Flamengo teve Welinton expulso após cometer uma lambança e mesmo com uma menos o placar não saiu do zero. A esperança ficava para o segundo turno.

Próximo post: Eliminação vexaminosa na Sulamericana e um simples quarto lugar no Brasileirão.

Convido a todos para darem uma moral no meu último texto na FlaNews: Brasileiro de 1987

Twitter: @poetatulio

Siga-nos no Twitter: @blogserflamengo 

Curta nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo

Minha Fanpage no Facebook: Tulio Rodrigues

Comentários