Retrospectiva 2011: Eliminação vexaminosa na Sulamericana e um simples quarto lugar no Brasileirão.

O Flamengo iniciou o returno de forma péssima. As seis primeiras rodadas no returno serviram para completas o jejum de dez jogos sem vencer: Avaí 3 x 2, Bahia 3 x 1, Corinthians 2 x 1, Atlético-PR 2 x 1, Botafogo 1 x 1 e Atlético-MG 1 x 1. Essa sequencia junto  com os outros últimos quatro jogos do primeiro turno, culminaram com a perda do título brasileiro para o Flamengo. Bom, eu vejo assim. O Flamengo perde o título nessa sequencia de dez jogos sem vencer. As pazes com a vitória só aconteceu na vigésima sexta rodada contra o América-MG no Engenhão. O Flamengo saiu perdendo e com muita dificuldade conseguiu virar a partida com gols de Deivid e Thiago Neves. Ufa!!! Vencemos, mas era bem claro que o time estava totalmente perdido.
Com essa vitória contra o América-MG iniciou uma seguencia de seis jogos sem perder. O que foi deixando o Flamengo novamente com chances de titulo. A vitória contra o São Paulo dentro do Morumbi foi histórico. Os torcedores do tricolor paulista lotaram o estádio do Morumbi para ver a reestreia de Luis Fabiano, mas o que viram foram o Flamengo abrir o Placar com Thiago Neves. Depois o São Paulo empatou a partida com Dagoberto e no finalzinho, Renato chuta de fora da área, a bola desvia e entra. Flamengo 2 x 1. Depois ainda teve um grande Fla x Flu. Após um primeiro fraco das duas equipes, o segundo tempo foi quente. O Fluminense abre o placar, o Fla empara, o Flu vira e quando o resultado já parecia sacramentado, eis que o argentino Bottinelli põem água no chope do Fluminense. Primeiro foi um golaço de falta e depois num belíssimo chute de fora da área. Flamengo 3 x 2. No fim da partida ainda teve muita discussão por parte do Fluminense. Ainda teve o empate com o Palmeiras em 1 x 1 dentro do Engenhão. Dois pontos que fizeram falta no fim, a vitória sobre o Ceará no Presidente Vargas por 1 x 0 e o 1 x 1 com o Santos no Engenhão.
A sequencia acabou contra o Grêmio no Olímpico. Após abrir 2 x 0, o Flamengo deixou o Grêmio virar para 4 x 2. Três pontos que poderiam colocar o Flamengo bem próximo da liderança. Na sequencia, a goleada sobre o Cruzeiro por 5 x 1, mas novamente o Flamengo dá sustos à torcida no primeiro tempo, mas sai com a vitória. Nesse meio tempo de Campeonato Brasileiro, ainda teve a desclassificação da Sulamericana, no qual o Flamengo perdeu de maneira horrível para Universidad do Chile por 4 x 0 em pleno Engenhão. O jogo lá foi somente 0 x 0. Melhor nem falar muito sobre isso.
Na trigésima quarta rodada, derrota para o Coritiba por 2 x 0. Jogando de forma covarde, o Flamengo foi facilmente envolvido pelo Coritiba. Matematicamente o Flamengo deu adeus ao título do Campeonato Brasileiro. No jogo seguinte, precisando vencer para continuar na luta pela vaga na Libertadores, o Flamengo fez uma partida com um nível muito baixo e somente empatou em 0 x 0 com o Figueirense. Vaias da torcida, vaga na Libertadores ameaçada e crise na Gávea. O outro 0 x 0 contra o Atlético-GO em Goiás deixou a todos com um pulga atrás da orelha. Será que o grande projeto do professor Luxemburgo da temporada iria escorrer entre as mãos do Flamengo? Na penúltima rodada, contra o Internacional que também brigava por uma vaga na Libertadores, uma vitória magra por 1 x 0 com gol de Ronaldinho ainda no primeiro tempo.
Na última rodada, duas missões. Garantir a vaga para a Libertadores e não deixar o Vasco ser campeão brasileiro. Fazendo um péssimo primeiro tempo, o Flamengo viu o Vasco sair na frente com Diego Souza, mas a alegria vascaína durou pouco tempo, pois o Flamengo cresceu no segundo tempo e empatou a partida com Renato. 1 x 1. Vaga assegurada, rival vice de novo, mas aquela sensação de que poderíamos ter ido mais longe do que só uma vaga para a Pré-Libertadores. Uma comemoração bisonha de um  quarto lugar e lições aprendidas para o próximo ano.

Twitter: @poetatulio

Siga-nos no Twitter: @blogserflamengo 

Curta nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo

Comentários