Retrospectiva 2012: Saída de Ronaldinho, derrotas de patrícia e mal Brasileiro!

A continuidade da temporada 2012 para o Flamengo reservava momentos de drama e muitos vexames fora de campo. Muito disso foi com a contribuição da diretoria. A começar pela condução do caso Ronaldinho Gaúcho que culminou com a saída do jogador de forma litigiosa e deixando no Clube um possível pagamento de R$ 40 milhões pela rescisão de contrato. 
Ao que parece, o Clube fez uma espécie de guerra fria contra o jogador. Sempre com o comportamento questionado fora de campo aliado aos péssimos resultados, o Flamengo não fez valer o seu papel de empregador e fez vista grossa para os excessos do ex-camisa 10. Ocorreu que após um vídeo divulgado por um torcedor na internet no qual Claudio Coutinho declarava que havia afastado Ronaldinho do Grupo, o jogador entrou na justiça no dia seguinte e saiu do Clube por falta de pagamentos de salários. Isso já com o Campeonato Brasileiro em andamento. Vale lembrar que dias antes, o irmão e empresário de Ronaldinho foi a loja do Clube e tentou simplesmente levar várias camisas do Clube sem pagar justificando a falta de pagamento de salários. Manchete horrível! Nada foi feito! 
O pior foi o comportamento da diretoria durante o episódio da saída de Ronaldinho. O Dr. Rafael De Piro, Vice-presidente jurídico do Clube, disse que haveria de soltar uma bomba de canhão em Ronaldinho. Falou ainda de um suposto exame que comprovava a presença de álcool no sangue do jogador. Exame que foi desmentido por Dr. Runco posteriormente. 
Enquanto isso o time não ia bem no Campeonato Brasileiro. Estreou empatando com o Sport em Recife em 1 x 1 (Gol de Vagner Love), empate com o Internacional no Engenhão em 3 x 3 (Gols de Airton, Ronaldinho e Vagner Love) (último jogo de Ronaldinho) e após a um novo empate contra a Ponte Preta em São Paulo em 2 x 2 (Gols de Renato e Vagner Love), enfim, a primeira vitória que ocorreu na quarta rodada contra o Coritiba no Engenhão por 3 x 1 (Vagner Love, Luiz Antônio e Hernane). Ainda demos uma guinada na esperança de que brigaríamos por algo positivo no campeonato. Vencemos o Santos por 1 x 0 (Gol de Bottinelli) e o Atlético-GO por 3 x 2 (Gols de Renato Abreu (2) e Adryan), mas sempre com futebol sofrível. 
Em seguida vieram doloridas derrotas. Para o Fluminense no Fla x Flu do Centenário, Perdeu em casa por 3 x 0 para o Corinthians foi goleado pelo São por 4 x 1 (Gol de Ramon) e mesmo com algumas vitórias, sempre ficamos ali no meio da tabela. 
E como para pobre todo sofrimento é pouco. Em reportagem feita pela ESPN, Patrícia foi denunciada por lotar em seu gabinete de Vereadora, pessoas ligadas ao Flamengo como Cristina Callou, Vice-presidente dos Esportes Olímpicos e até mesmo que devia fiscalizar as suas contas como no caso de Leonardo Ribeiro, que quando eleito presidente do CF, nomeou o seu sócio para ser lotado no gabinete da vereadora com salários variando de R$ 3 a 7 mil reais. Patrícia não sabia, mas ia ao mesmo tempo perdendo a reeleição de vereadora e presidente do Flamengo. 
O Brasileiro continuava e o Flamengo apresentando além do péssimo futebol, mas também péssimos resultados. Foi goleado pelo Internacional por 4 x 1 (Gol de Vagner Love), goleador por 3 x 0 pelo Coritiba por 3 x 0 e ainda perdeu pro Santos por 2 x 0. Com esses resultados, o Flamengo foi se aproximando cada vez mais da zona de rebaixamento. Houve momentos de ter somente 3 ou 4 pontos acima da degola. Vencemos depois Atlético-GO por 2 x 1 (Gols de Cléber Santana e Liedson) e Atlético-MG também por 2 x 1 (gols de Vagner Love e Liedson). A melhor partida do Flamengo no ano. Voltamos a perder para o Fluminense na rodada seguinte. 
O Flamengo só foi sair definitivamente do risco de cair com vitórias já no fim do Campeonato. Vencemos Figueirense e Náutico por 1 x 0 (Gols de Hernane e Renato Abreu) respectivamente. Nesse meio tempo a presidente Patrícia Amorim perdia a eleição para vereadora no Rio de Janeiro. Resultado de sua imagem desgastada perante a torcida e a população após a denúncia de favorecimento em seu gabinete. 
O Flamengo encerrou a sua participação no Campeonato Brasileiro empatando com o Botafogo em 2 x 2 (Gols de Nixon e Vagner Love) e terminou em décimo primeiro lugar. Permeando tudo isso, ocorria na Gávea o processo eleitoral para se eleger o novo presidente do Clube para o próximo triênio (2013-2015). Tempos de esperança e uma eleição histórica estavam por acontecer! 
Twitter: @PoetaTulio
Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo
Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
Comentários