Retrospectiva 2013: Volta da adidas, Campeão NBB, chegada de Mano e a volta ao Maracanã

Seguindo o ano de 2013, o Flamengo ia esportivamente tento atuações razoáveis no futebol. Passou pelo Campinense pela Copa do Brasil e se preparava para estrear no Campeonato Brasileiro.
Fora dos campos, a diretoria celebrava o contrato de patrocínio com a CAIXA para a área mais nobre do Manto Sagrado. A imprensa tentava travar uma rivalidade entre Flamengo x Corinthians para rotular a equipe de camisa mais valiosa do Brasil (Caixa – Flamengo x Corinthians). Os números aliados aos recentes resultados esportivos mostravam que a força da marca Flamengo falava mais alto.
Ainda em maio, adidas e Flamengo oficializavam a parceria de dez anos assinada no fim de 2012 (Flamengo e adidas oficializam parceria). A empresa alemã, ainda divulgou alguns detalhes do novo Manto Sagrado que seria lançado alguns dias depois. Um dia antes do evento, a adidas fez um teste com hologramas na Gávea gerando mais ansiedade em toda torcida (adidas faz teste na Gávea antes do lançamento do novo uniforme). O evento de lançamento foi em grande estilo com direito a show de Jorge Bem Jor e a presença de vários Rubro-Negros ilustres. Marcelo Moreno, Felipe e Hernane foram alguns dos modelos do novo uniforme que agradou a maioria dos torcedores (Apresentação dos novos uniformes Flamengo/adidas 2013). 
A estreia do novo Manto Sagrado foi na estreia da equipe no Campeonato Brasileiro contra o Santos, no Mané Garrincha em Brasília. O jogo culminou com a despedida de Neymar do Santos. O jogador estava se transferindo para o Barcelona da Espanha. O Flamengo até que fez uma boa partida, mas não saiu de um zero a zero (Não está ruim, mas dá para melhorar).
Enquanto íamos patinando no inicio do Campeonato Brasileiro, o nosso basquete ia dando show na NBB. Na final da competição contra o Uberlândia, no HSBC Arena, o Flamengo deu show e se sagrou campeão da NBB (É campeão). Em seguida, o Flamengo apresentou a nova modalidade esportiva que iniciaria em 2013, o Futebol Americano como Flamengo FA (Para fazer Touchdown!). E logo na estreia venceu (Grande estreia)!
Em junho a diretoria apresentava Mano Menezes como novo técnico e dispensava Renato Abreu que acabou culminando numa grande confusão dos setores jurídico e financeiro. O jogador acabou sendo dispensado via Site Oficial e o Clube não tinha como pagar a multa rescisória. Voltando a falar da chegada de Mano Menezes, vale ressaltar que a diretoria saiu um pouco da política pé no chão no que diz respeito a dinheiro e investiu bem para ter o ex-técnico da Seleção Brasileira. Apresentado na Gávea, Mano trouxe uma grande expectativa no seu trabalho. Mano estreou num amistoso contra o São Paulo (Um tiro que pode sair pela culatra). O Fla venceu por um a zero, mas sem convencer. A estreia oficial de Mano foi pelo Campeonato Brasileiro contra o Coritiba. Novo empate. Um 2 x 2 amargo em Brasília após o Flamengo estar vencendo por 2 x 0 (Infelizmente o ‘se’ não resolve).
Pela Copa do Brasil, o Flamengo passou pelo ASA-AL e iria enfrentar o Cruzeiro pelas oitavas de final (Dormiu, mas acordou a tempo). Pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo voltaria ao Maracanã num jogo contra o Botafogo (Flamengo x Botafogo – Campeonato Brasileiro 2013). Com o mando do jogo e todo apelo que trazia a partida, a diretoria cobrou nada mais do que R$ 100 o ingresso mais barato. A decisão gerou grande polêmica entre torcedores, sócios e imprensa (Um Flamengo pra todos). Mesmo sem fazer uma grande partida, o Flamengo empatou já nos acréscimos com gol de Elias. A explosão da torcida ao retornar a sua antiga casa foi inesquecível. Quem foi ao jogo se lembram de que mesmo após a partida, a torcida insistia em ficar no estádio (A volta pra casa! Emoção! Isso é Flamengo! É o povo!).Deixei em texto as impressões sobre o Novo Maracanã (Impressões sobre o novo Maracanã).
Em agosto, o Flamengo enfrentou o Cruzeiro pela primeira partida da quarta de final da Copa do Brasil, no Mineirão. O time mineiro venceu por 2 x 1. Por ironia do destino, o gol do Flamengo foi marcado por Carlos Eduardo, o jogador mais criticado do elenco (Gol que pode nos classificar). O jogo de volta foi no Maracanã. A diretoria fez promoção para lotar o estádio e empurrar a equipe limitada do Flamengo rumo à vitória sobre aquele que era a melhor equipe do Brasil e líder do Campeonato nacional. E foi contando com o empurrão da Nação Rubro-Negra que o Flamengo conseguiu a classificação para a quarta de final (Isso aqui é Flamengo). Ainda me lembro da emoção e do gol que para mim credenciou o Flamengo ao título da Copa do Brasil: Rafinha recebeu, tocou a Paulinho que avançava pelo lado direito do ataque. Paulinho toca para Elias que chuta para abrir o placar para o Flamengo e nos classificar para a próxima fase. Emocionante! (Vi, sofri e venci).
Twitter: @PoetaTulio 
Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Comentários