Seja a mudança que o Fla precisa

Era 14 de junho de 2009, e o Flamengo estava tomando um chocolate histórico do Coxa. Eu só tinha 12 anos, e não parava de chorar. Soluçava, em um desgosto inenarrável. Eu tentava jogar a fé em campo, fazendo promessas das mais masoquistas, na esperança de que um algum ser divino se compadecesse. Lembro até hoje de como mais tarde, naquele mesmo dia, entrei no chuveiro, batendo no peito, rangendo os dentes. Era muito desaforo engolir aquilo. Não era a derrota, era a apatia. Era a clara impressão de que não éramos lembrados. Aquele time era fantástico, só não fazia questão, naquele momento, de sê-lo. Na verdade, naquele momento o time não queria ser nem mesmo digno. E eu? Só chorava. Eu emanava raiva, frustração, vergonha. E no dia seguinte, de Manto Sagrado, desfilei pela escola. Vai entender…

Ser Flamengo não é pra qualquer um. A gente vai do céu ao inferno em duas semanas. São lutas diárias, um leão por dia. Polêmicas, uma crise por semestre. Mil histórias, especulações, reverberação imediata. E se for pra ostentar essa camisa depois de ganhar um título, que sejamos também pra segurar à bronca quando a coisa apertar. O Flamengo já foi sugado por muitos anos. Maltratado por falsas gestões teve sua moral questionada. O Mengo precisa de apoio, de cobrança, de presença. O Mengo precisa de nós. Algumas pessoas me disseram que estavam cancelando seus planos de ST por conta do péssimo desempenho do time. Caramba… Quer dizer que quando se estamos doente, paramos de comer?

A alienação é triste. Muitos de nossa torcida engolem discursos prontos, repetem como papagaios o que ouviram e julgaram algo bonito de se repetir aos quatro cantos, sem se dar ao trabalho de sentir, de buscar, de se aproximar da realidade para entendê-la e a tornar melhor. Porque torcedor que é torcedor, faz a história acontecer em vez de simplesmente cornetar em redes sociais.

Sejamos a mudança que o Fla precisa nos tornando uma massa forte e poderosa, sustentando o na fraqueza pra festejar na bonança. Lotando estádios porque é o Flamengo! Pra cobrar, tem que ter moral. Do sofá de casa, exigir mudanças é moleza. Mesmo de longe, somos Mengão, então façamos por onde. Somos Flamengo, e isso é uma dádiva. Sinta pulsar o sangue rubro-negro, sinta explodir, congele na retina aquela imagem que consagrou o seu amor por esse clube. Sentiu a pressão? Isso é Flamengo.

A diretoria tem que buscar, tem que agir, trabalhar. E a sua parte, você tem feito?

Twitter: @BrunaUchoaT

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Comentários