Série – “Velho Maraca”

Acredito que todo torcedor que tenha ido ao Maracanã pelo menos uma vez na vida tem uma lembrança especial do estádio. O Estádio Jornalista Mario filho tem uma atmosfera que jamais nenhum estádio irá possuir. A relação que se construiu ao longo dos anos com em 16 de junho de 1950 ficou entranhada nos concretos destruídos na última reforma iniciada em 2010 para ser o estádio da final da Copa do Mundo de 2014.
Eu mesmo tenho uma história em particular com o estádio que teve inicio nos meus onze anos de idade, nos idos de 1995 num clássico contra o Vasco, no qual o Flamengo venceu por 4 x 2. Ali foi inicio das incontáveis vezes que voltei ao estádio que acabou virando a extensão da minha casa. História que pretendo contar mais pra frente.
A ideia aqui é reverenciar justamente o Maracanã antigo ou no popular o “Velho Maraca”! Cada colunista do blog junto com outros convidados vão contar uma experiência marcante com o “Maior do Mundo”. Parecendo nostalgia ou não, quem já teve a oportunidade de ir ao “Novo Maracanã”, viu que o velho estádio, aquele que abrigou histórias de títulos, tristezas, jogos marcantes e derrotas ao longo dos sessenta anos até a sua reforma definitiva, não existe mais. Em respeito à memória daquela arquitetura que vamos guardar em nossas lembranças, vamos iniciar a série “Velho Maraca”.
Algumas curiosidades:
  • O primeiro jogo no Maracanã foi pela Copa do Mundo de 1950, no dia 24 de junho. O Brasil venceu o México por 4 x 0 com gols de Ademir Menezes duas vezes, Baltazar e Jair Rosa Pinto.
  • O primeiro jogo do Flamengo no Maracanã foi no dia 23 de julho de 1950 em amistoso contra o Bangu. O Flamengo venceu por 3 x 1. Os gols do Flamengo foram marcados por Aloísio duas vezes e Lero.
  • A maior goleada que já ocorreu no Maracanã foi do Flamengo sobre o São Cristóvão pelo Campeonato Carioca de 1956. Um 12 x 2 aplicado pela base que havia conquista o segundo tri carioca no ano anterior. Os gols forma marcados por Índio quatro vezes, Evaristo de Macedo cinco vezes, Luís Roberto, Paulinho e Joel.
  • O maior artilheiro do Maracanã é ninguém menos do que Zico, o nosso maior ídolo Rubro-Negro de todos os tempos. O Galinho de Quintino marcou 333 gols em 435 partidas jogadas no estádio.
  • O Maracanã foi palco do milésimo gol de Pelé em 1969.
  • No dia 15 de dezembro de 1963, na final do Campeonato Carioca, Flamengo e Fluminense registrou o maior público de uma partida entre clubes no mundo, 194.603 presentes (177.656 pagantes). Porém, o recorde de público pagante oficial da história do Maracanã (entre seleções nacionais) é de 183.341 pagantes (195.513 presentes), registrado em 31 de agosto de 1969, na partida válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 1970, disputado entre a Brasil e a Paraguai, cujo resultado final foi de 1 a 0 para os brasileiros.
Reformas:
Em 1993 o estádio do Maracanã começou a passar por diversas reformas para se adequar as modernidades do futebol global. Com isso os públicos acima de cem mil passaram a rarear no estádio. Hoje, após a sua última reforma iniciada em 2010, a capacidade ficou com o total de 79 mil expectadores.
Dados do Flamengo no Tempo do Futebol até o inicio da reforma em 2010:
Jogos: 1.902
Vitórias: 1.021
Empates: 474
Derrotas: 407
Gols pró: 3.410
Gols contra: 1.943
Twitter: @PoetaTulio
Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo
Curta a nossa página no Facebook: Blog Ser Flamengo
Comentários