Série – #Zico60Anos – Uma atuação inesquecível! Obrigado Zico!

Foto do movimento Zico60Anos
Na década de 1970, surgiria na base do Flamengo, o homem que mais alegrias daria à torcida rubro-negra em todos os tempos. Ele foi cuidado com extrema calma e confiança na base e, mesmo tendo habilidades extremas foi devidamente trabalhado pra quando subir, brilhar. E brilhou… Como brilhou! 
O ápice de sua carreira seria a Seleção Brasileira, porém, não fora. Seria no dia 13 de dezembro de 1981. Em Tóquio, Japão. O Flamengo com uma exibição magnífica, suprema, passou fácil pelo Liverpool. Os ingleses que entraram em campo com um sorriso no rosto e desdenhando dos jogadores rubro-negros, saíram do mesmo completamente “chocados”. 
E como não poderia ser diferente, Zico foi quem tratou de abrir a contagem na decisão. Zico recebe a bola no meio-campo e vê Nunes entrando na ponta esquerda. O Galinho lança por elevação para Nunes, o vê ganhar na corrida e tocar na saída de Grobellaar. Flamengo 1 a 0. 
Mas, a atuação de Zico não se resumiu apenas ao lançamento para Nunes marcar o primeiro gol do jogo. Zico ainda daria um baile a mais no Liverpool naquele dia. Sabia tocar a bola, a hora certa de passar pro companheiro, de chutar, lançar, cruzar. Era um jogador completo. O Liverpool que o diga, que sofreu em suas mãos… ou melhor, em seus pés! 
O time do Flamengo inteiro jogou bem aquele dia. Tranquilo, sem pressão, sem medo do time europeu. E, como a ampla maioria dos torcedores sabe aquele dia o Flamengo venceria o Liverpool por 3 a 0 e se sagraria campeão do mundo pela primeira vez em sua história. E Zico, que não apenas ganhou esse título, como muitos outros, ficaria marcado definitivamente na história do rubro-negro Carioca. 
Ao fim desta simples e humilde homenagem – relatando a sua atuação na final do mundial de 1981 – queria apenas duas coisas: ter feito um texto melhor, à altura do que Zico representa para todos os rubro-negros; e também ter tido o privilégio de vê-lo jogar na década de 1980. 
Sr. Arthur Antunes Coimbra (Zico), a você meus parabéns pelos seus 60 anos, que possas viver muitos mais e também nos ensinar mais ainda sobre o futebol e o Flamengo. Meu muito obrigado, não só pelos títulos conquistados pelo Flamengo, mas também pelo ídolo e excelente pessoa que és. 
Pra encerrar, uma citação que condiz com sua história: “Uma vez Flamengo, Flamengo até morrer!”

Twitter: @43Germano

Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo

Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo

Comentários

No Comments

Leave a Comment