Um bom início de um time equilibrado.

Havia um certo tempo que eu não via o Flamengo se impondo no Maracanã e jogando futebol como deve ser. Nem mesmo contra São Paulo e Atlético-PR, quando o time venceu jogando bem. O Fluminense não respirou, não teve paz pra jogar bola. Simplesmente não encontrava espaços no 4-3-3 bem disciplinado de Oswaldo de Oliveira. Certo que Ronaldinho Gaúcho e Fred desfalcaram o Fluminense. Mas será que mesmo se os dois tivessem jogado, o placar seria outro?

Ederson, Guerrero e Jorge seguiram fora. Ederson apenas machucado, enquanto Guerrero e Jorge estão com suas seleções e mais uma vez viram de longe o Flamengo chegar a mais uma vitória no Campeonato Brasileiro, a quarta seguida e se aproximar cada vez mais do G4.

E o jogo começou bom de se ver. Com pressão rubro-negra. Com Kayke batendo firme no meio do gol e fazendo Cavalieri sentir o que lhe esperava no restante da partida. Aos 9 minutos, após escanteio cobrado por Alan Patrick, Wallace ganha de Wellington Silva no alto, a bola sobra para Emerson que abre o placar no Maracanã.

Por sorte do torcedor, e competência do time e treinador, a pressão do Flamengo não cessou com o primeiro gol. Aos 14 do primeiro tempo, Pará cortou para o meio e serviu Kayke que infiltrava entre os zagueiros. O atacante recém-chegado só teve o trabalho de tocar sutilmente na saída de Cavalieri e ampliar o placar.

O primeiro tempo se foi com um Flamengo bem organizado em seu campo e não permitindo qualquer chegada do Fluminense de Enderson Moreira. A primeira finalização tricolor foi aos 46 minutos com Jean arriscando de fora da área, sem qualquer perigo ao gol de Paulo Victor.

No retorno ao segundo tempo, Paulinho entrou na vaga de Armero e o time não mudou suas características. Oswaldo queria ofensividade e o terceiro gol para matar o jogo o quanto antes.  Aos 9 minutos, Paulinho recebeu ótimo passe de Canteros e bateu forte para a defesa de Cavalieri. O retorno de Paulinho e sua sequencia de boas atuações é uma baita notícia e enche, não só o técnico como o torcedor, de esperanças.

A chegada do Flamengo aos 9 minutos foi o alerta que o time precisava para acordar de vez e não atrair o Fluminense ao seu campo. Pois logo aos 11, após cruzamento de Marcos Junior, Samir agarrou Michael e o derrubou dentro da área. Um pênalti bobo que poderia ter sido evitado. Jean com calma, cobrou no canto esquerdo de Paulo Victor e diminuiu o placar.

Aos 20, foi a vez de Cícero cabecear forte no canto direito de Paulo Victor, que se esticou e espalmou. Início de pressão do Fluminense após o gol, gol do Flamengo para enterrar o Fluminense e voltar a jogar com a tranquilidade do primeiro tempo. Bola de Emerson para Kayke, cara-a-cara com Cavalieri. Kayke tenta a finalização e é travado pela cabeça de Gum. No rebote, Kayke levanta para Paulinho na pequena área, fazer o terceiro de cabeça e fechar a conta da partida.

O jogo foi aos 50 do segundo tempo e ainda tivemos tempo para a expulsão de Éverton, que não enfrenta o Cruzeiro na próxima rodada. O Flamengo de Oswaldo de Oliveira, após 5 jogos, parece ter aprendido a ser ambicioso. Não é o time da retranca, que coloca os onze em sua defesa e fica aguardando os erros do adversário. Ele equilibra defesa e ataque, jogadores circulam e ficam compactos, dificultando os erros de passe e consequentemente abrindo as linhas de marcação do adversário. Ao fim desta rodada, o Flamengo é o sexto colocado e falar em G4 já é uma possibilidade concreta. Título? Vamos com calma, pois estamos falando de Flamengo. E para o bem e para o mal, eles nos surpreende igual.

E antes que passe despercebido… o dono do fim do “caô” era Paolo Guerrero. Hoje mais parece ser o menino Kayke, que chegou sem qualquer badalação e está resolvendo na ausência do peruano.

Ficha técnica

Fluminense 1 x 3 Flamengo

Campeonato Brasileiro 2015, 23ª rodada

Local: Estádio Maracanã, Rio de Janeiro

Data: 6 de setembro de 2015 (domingo)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro

Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Márcio Eustáquio Santiago

Cartões amarelos: Wellington Silva, Pierre, Marcos Junior, Douglas, Osvaldo e Wellington Paulista(Fluminense); Wallace, Samir, Márcio Araújo, Canteros e Kayke(Flamengo)

Cartão vermelho: Éverton(Flamengo)

Fluminense: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Henrique, Gum e Gustavo Scarpa; Douglas, Pierre, Jean e Cícero; Osvaldo e Michael. Técnico: Enderson Moreira.

Flamengo: Paulo Victor; Pará, Samir, Wallace e Armero; Márcio Araújo, Alan Patrick e Canteros; Éverton, Kayke e Emerson. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Twitter: @43Germano

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram: instagram.com/blogserflamengo
Blog Ser Flamengo no YouTube: youtube.com/blogserflamengo

Comentários