Vereadora que questiona estádio da Ilha com o Fla teve crescimento expressivo de patrimônio

As obras do estádio da Portuguesa, localizado na Ilha do Governador seguem a pleno vapor com as instalações de arquibancada provisória e novo gramado feitos pelo Flamengo. O Clube recentemente pegou um empréstimo para tal empreitada e eis que a Vereadora Tânia Bastos (PRB) articula para dificultar as coisas para o Fla, o que não aconteceu com o Botafogo. Em um documento com o logotipo da Superintendência (Substituem as subprefeituras) da Ilha do Governador, querem questionar com os moradores a “busca por soluções, garantia por direitos e compensações para o bairro” porque o público quadruplicará. O engraçado é que se quer procurou o clube para conversar sobre, o que nos levar a pressupor que ela nem tem conhecimento do projeto.

Em uma rápida pesquisa no Google é possível ver algumas de suas decisões como vereadora, cargo que ocupa desde 2008 após duas reeleições (2012 e 2016):

Em 2013, segundo reportagem do jornal O Globo foi acusada de nomear líderes ligados a sua igreja, a Universal: “Já o assessor-chefe do gabinete de Tânia, Claudemir Mendonça de Andrade, teria sido citado em investigações da Polícia Federal como suposto “laranja” no processo de compra da Rede Record”, diz trecho da matéria. Link: Vereadores empregam membros de igrejas e aprovam projetos em benefício de credos.

 Em 2015 votou contra a mudança do nome do Engenhão, administrado pelo Botafogo. O projeto visava alterar o nome de João Havelange (acusado de corrupção na FIFA) para Nilton Santos. Link: A lista dos vereadores que votaram contra o projeto de mudança do estádio do Botafogo de João Havelange para Nilton Santos.

Em 2016, o jornal O Globo fez um levantamento da relevância das propostas dos vereadores eleitos. A vereadora reeleita teve nada menos que 68,2% de propostas irrelevantes, segundo a matéria. Um trecho da matéria diz que: “Trinta de suas moções foram destinadas a missionários “evangelizadores”, sendo que muitos deles sequer atuam na capital, mas em missões em Petrópolis, Macaé e Nova Iguaçu”. O fato vai de encontro ao que disse a sua assessoria ao O Globo: “que todo vereador tem direito de prestar cinco homenagens por ano e que “as moções e homenagens sempre são oferecidas a cidadãos que atuam na cidade do Rio de Janeiro em razão de seus trabalhos relevantes para a população”. Link: Vereadores do Rio: 67% das propostas foram irrelevantes. Essa mesma matéria questiona o crescimento dos seus bens de 2012 a 2016. Em 2012 ela havia declarado R$ 73.117,07. Já em 2016 ela declarou R$ 748.300. Um crescimento de 923%. Foi a segunda vereadora eleita que mais enriqueceu nesses quatro anos. Para o jornal O Dia, em nota, respondeu que:  “possui um veículo financiado pelo banco, que não é considerado um carro de luxo”. “Não houve substancial acréscimo patrimonial nos últimos quatro anos da minha vida como parlamentar”.

Em 2016 também, Tânia Bastos foi uma das autoras do Projeto de Lei que previa uma mesada vitalícia de R$ 15 mil a qualquer servidor público com três mandatos. Por coincidência, ela havia acabado de ser eleita para o seu terceiro mandato. Link: Meu Rio lança petição online para barrar mesada de R$ 15 mil para vereadores. A tentativa de viver com o nosso dinheiro foi rejeitada.

 Tânia começou na vida política em 2006 como Assessora Parlamentar da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Em 2008 se elegeu a primeira vez como vereadora e declarou um patrimônio de R$ 32 mil. Em 2012, seu patrimônio aumentou para  R$ 73.117,07. Em 2016 R$ 748.300. Ou seja, de 2008 para 2016, ela teve uma variação patrimonial de 2238,44 %. Link da prestação de contas: Candidatos a Vereador em 2016 – Últimas Noticias.

Entre os seus doadores da última campanha, está Marcio Giglio Pimenta. Ele doou em espécie R$ 2 mil. Ex-assessor parlamentar, no dia 12 de janeiro foi nomeado pelo prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB) como Administrador Regional da Superintendência da Ilha do Governador. Adivinhem quem em 2010 ganhou louvor e aplausos na Câmara dos Vereadores do Rio, em moção da Vereadora Tânia Bastos? Sim, ele mesmo, Marcio Giglio Pimenta. Links: Crivella nomeia Daniel Balbi para Superintendente da Ilha e Matérias do Ver. Tânia Bastos – 2009 a 2012.

Outra doação que causa estranheza é de Simone Mendonça Gonçalves de Brito que é Oficial de Gabinete da Câmara dos Vereadores do Rio. Ela doou em espécie R$ 3.500 a campanha de Tânia Bastos. E ganhou Moção de Louvor e Aplausos na Câmara por Tânia Bastos. Outro servidor comissionado na Câmara e que também doou a campanha de Tânia Bastos é Paulo Albino Santos Soares que é consultor. Ele doou um total R$ 5.050 mil. Links: Servidores Comissionados e Matérias do Ver. Tânia Bastos – 2013 a 2016.

Outra doação é de sua assessora parlamentar Ana Cláudia Sant’anna. Foram duas. Uma de R$ 3 mil e outra de R$ 1.400 mil. O prefeito Marcelo Crivella acreditou tanto em sua candidatura que doou através do fundo partidário a Tânia Bastos, nada menos que R$ 94.500 em materiais e dinheiro em conta.

A campanha de Tânia Bastos, segundo a sua prestações de contas, recebeu R$ 121.450 mil e gastou R$ 206.876 mil. Há uma diferença de R$ 85.426 que não está na prestação de contas.

Gostaria que a Vereadora Tânia Bastos esclarecesse todos esses questionamentos do texto bem como informar em seu site oficial, do seu partido ou até mesmo da Câmara quem está lotado em seu gabinete, pois essas informações de interesse público não constam em qualquer página na internet.

Outro dado interessante é que Tânia Bastos foi eleita vereadora em 2016 não pelo voto direto dos cidadãos do Rio de Janeiro, mas pelo quociente eleitoral partidário. Ou seja, cada vez que o partido dela, o PRB atingiu o quociente eleitoral, o seu candidato a vereador mais votado ganhou uma vaga.

A imprensa local é só elogios ao projeto do Flamengo, mas a única vereadora eleita da Ilha do Governador acha que não. Devemos cobrar também ao prefeito Marcelo Crivella que é do mesmo partido para fazer com que ela não atrapalhe o Flamengo e os benefícios que os esporte traz a qualquer local. Isso se ele tiver uma agenda para ela, né: Agora é a turma do PRB que reclama do prefeito Marcelo Crivella

Redes Sociais e contatos da vereadora:

Twitter: @PoetaTulio

Blog Ser Flamengo no Twitter: @BlogSerFlamengo
Página do Blog Ser Flamengo no Facebook: Blog Ser Flamengo
Blog Ser Flamengo no Instagram:instagram.com/blogserflamengo
Blog Ser Flamengo no YouTube:youtube.com/blogserflamengo

Comentários