Wallim divulga carta de despedida do Fla e diz que renúncia foi por divergências

Na reunião semanal do Conselho Diretor do Flamengo nesta segunda (10), o agora ex-vice de finanças, Wallim Vasconcellos, renunciou ao cargo. A possibilidade foi ventilada algumas vezes anteriormente. Nesta quarta (12), ele divulgou uma carta de despedida em seu perfil no Twitter. Além de prestar contas com algumas realizações ao longo dos treze meses na pasta, revelou os motivos para a renúncia.

A minha renúncia deveu-se, sobretudo, à divergências em relação ao estilo de gestão, aonde a maioria dos Vice-Presidentes possui pouca participação nas discussões de assuntos relevantes e impactantes na vida do clube. Na verdade, nunca fomos um colegiado, desperdiçando, a meu ver, a oportunidade de um debate em alto nível com todos os participantes“, diz num trecho.

No parágrafo seguinte, ele fala especificamente sobre a pasta de finanças: “A responsabilidade do Vice-Presidente de um clube do tamanho do Flamengo é imensa e requer a participação na discussão e na decisão dos temas que afetam diretamente o caixa e os compromissos financeiros do clube, o que raramente aconteceu em 2019“, finalizou.

Wallim diz ainda que o clube tem que melhorar em algumas áreas e que as críticas da torcida e imprensa são justas. E voltou a dizer que não foi ouvido. Confira a carta na íntegra:

O clube anunciou para o lugar de Wallim Vasconcellos, Rodrigo Tostes. Ele foi vice-presidente de finanças do Flamengo de 2013 a 2015, na primeira formação do grupo inicial. É um dos responsáveis pela reestruturação do clube.

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Por Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

+ Siga o Blog Ser Flamengo no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Dailymotion

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *