Browsing Category : Convidado

Violência e Futebol


 Por Marcus Campos, advogado, torcedor e pai.

O Brasil ocupa o topo do vergonhoso ranking de mortes ligadas ao futebol. Segundo o diário Lance! são 296 mortes de 1988 até o início do ano de 2016 (lance.com.br/futebol-nacional/futebol-brasileiro-chega-296-mortes-por-intolerancia-entre-torcedores), mas não temos dúvidas que esse número é muito maior. Aliás, mal começou o ano de 2017 e já temos algumas mortes que entraram para essa triste estatística.

Dobradinha Tulio & Vivi sobre a eleição do Flamengo. #ODiaD


 Ontem a noite eu e Vivi Mariano fizemos uma breve análise do processo eleitoral e das três chapas e seus candidatos. Falamos sobre o inicio do processo eleitoral, perfil dos candidatos, os lançamentos das candidaturas, planos de governo, algumas das polêmicas que ocorreram, os bastidores dos nossos trabalhos (por amor) e a nossa expectativa para o dia da eleição.

Análise dos presidenciáveis no Debate da ESPN com Vivi Mariano


 Eu e Vivi Mariano fizemos uma dobradinha no hangout analisando os candidatos a presidente do Flamengo no debate promovido pela ESPN Brasil. Analisamos juntos todos os blocos do debate enfatizando as propostas e atuações de cada candidato. Vale a pensa assistir!

EXCLUSIVO: Francisco Gularte fala sobre sua candidatura


 Após ampla repercussão dentro do meio político do Flamengo do seu texto publicado aqui, na quarta-feira (Conselheiro e possível candidato a presidente, Francisco Gularte analisa o momento eleitoral), o Conselheiro Francisco Gularte faz mais um panorama do momento eleitoral e fala da sua candidatura. 

“Em função das mensagens que recebi, algumas delas desprovidas de civilidade, típica de algumas figuras conhecidas do FLAMENGO, as mesmas que levaram ao sucesso a Chapa Azul em 2012, sou obrigado a continuar a esclarecer algumas posições que assumi em meu e-mail anterior. Vale destacar que, a grande maioria das agressões que recebi se baseiam na desculpa, costumaz e recorrente dos mesmos associados, que tem como característica, pertencerem a um mesmo grupo e de que foram primeiro ofendidos, depois atacados e tiveram sua honra maculada, para reagir. Mais curioso ainda, é que alguns falam em “ficha suja” quando o caso de muitos, na verdade, é de “folha corrida”.

Engraçado que Dr. Siro Darlan, que disse essas mesmas coisas num texto que é excelente, ainda que, em se tratando dele, isto seria um pleonasmo , ninguém se manifestou. O fato é que, não sei aonde tantos partidários e, até o coordenador da Chapa Branca, enxergaram no meu texto, ofensas, demérito, desonra e outros adjetivos que desqualificam o postulante da Chapa. Deve ser problema cognitivo ou, como na fábula: a natureza dos escorpiões. É isso que explica melhor tal reação, é característica e, é costumaz, a agressividade dessas pessoas costumam resolver todas as suas questões “espanando”. Não faltam episódios que confirmam esta pratica, ao atacarem as pessoas que lutam pelo melhor para o FLAMENGO, com a mesma agressividade, descompostura e falta de respeito, só se pode acreditar que o fazem, por conta do viés tradicional da traição que, quase seria um parônimo para o que lhes dá o nome, quem sabe até intencional.

Conselheiro e possível candidato a presidente, Francisco Gularte analisa o momento eleitoral


Em função de uma reportagem que faz um panorama sobre o posicionamento de Jorge Rodrigues, o Conselheiro e possível candidato a presidente do Flamengo, Francisco Gularte se posiciona e faz uma análise sobre o momento eleitoral.

Lamentável que se pense que o Jorge Rodrigues seja dono de 347 votos. Esse raciocínio é tão errado quanto o que leva o Sr. Cacau Cota pensar que é dono de 400 votos da frente que se chamou “União Rubro Negra”. Reunido em torno de alguns poucos, sob uma premissa errada e, mais ainda, completamente equivocada, o candidato Cacau Cota vai sepultar a esperança da Oposição em quebrar a onda azul.

Esta é e será a derrota de todos, pelas mãos de muito poucos. Eleição não é obsessão. As mãos entrelaçadas do logo da União Rubro Negra, antes, tinha um significado. Hoje, não tem nenhum. E, tanto não tem, que muitos da oposição vão “conversar” com os artífices da Chapa Azul. O resultado desta eleição é conhecido hoje: duas Chapas Azuis e NINGUÉM da oposição terá presença em qualquer conselho. Acabou, o CRF é azul. A menos que apareça uma Chapa com credibilidade e com representatividade. Hoje, falta humildade e, pior, entendimento de que uma candidatura não vem por cima das pessoas, não se faz porque se quer, não tem mérito porque saiu na frente e, muito menos, se impõe sem qualquer conteúdo, baseado numa slogan Facebook de ser: “tamô junto”!

Médias de público do Flamengo em Brasileiros


DE 2000 EM DIANTE, AS MÉDIAS DE PÚBLICO EM 2013 e 2014 SÓ FORAM INFERIORES ÀS OBTIDAS NO TRIÊNIO 2007-2008-2009 Esses dados a seguir levantados por Marcel Pereira derrubam alguns mitos criados em torno da presença da torcida do Flamengo em jogos que o Clube tem o mando de campo. Nos anos 90, por exemplo, a última vez que protagonizamos…

LiveCast #90Minutos com MAURO CEZAR PEREIRA da ESPN


 O LiveCast 90 Minutos do site Falando de Flamengo recebeu o jornalista e comentarista da ESPN, Mauro Cezar Pereira.

Mauro falou sobre o inicio da sua carreira até chegar a ser o principal comentarista dos Canais ESPN e blogueiro.

Debate entre a Chapa Azul e a Chapa Branca – Corpo Transitório


 Ontem tivemos um ótimo debate promovido pelo Falando de Flamengo com os coordenadores das Chapas Azul, Benny Kessel e Dirceu Junior (Flamengo de todos) e a Branca, Cacau Cotta e Haroldo Couto (União Rubro-Negra).

O ORGULHO DA NAÇÃO FAZ A DIFERENÇA: VAMOS VOTAR!


 Caros sócios e Nação Rubro-Negra,

Nesse final de semana, tivemos mais uma grande notícia para o Flamengo e o basquete rubro-negro.

Pluri Consultori​a -12 medidas para TRANSFORMAR o futebol Brasileiro


Incentivar (via, governo, CBF e clubes) a formação de profissionais
e a implantação de estrutura física que permitam aumentar a formação
de jogadores e desenvolver um padrão de preparação que resgate a
essência da forma de jogo Brasileira. Além disso, é importante garantir
aos que não sejam aproveitados o devido apoio sócio educacional. Esta
medida permite ampliar a oferta de jogadores, melhorar o nível de
qualificação e resgatar a identidade do jogo Brasileiro. A Seleção
agradece;