“Pelo que o Gabigol fez não só na Libertadores para mim é um ídolo”, diz Arthur Muhlenberg

Convidei Arthur Muhlenberg e Nivinha para um bate-papo sobre o momento do Flamengo. Os dois estão lançando um livro. Athur, o “Heptacular” e Nivinha o “Festa na Favela” e foram entrevistados para o Canal Ser Flamengo.

A entrevista na íntegra vai estrear em nosso canal nesta terça (04), às 20 horas. Um dos temas abordados foi o debate sobre Gabigol. Ele é ídolo? Para Arthur Muhlenberg sim. (Veja vídeo):

Primeira coisa é criticar o objeto da polêmica. Esse é um tipo de polêmica de jardim de infância! Ídolo é uma coisa pessoal. Não é uma polêmica. Depende de cada um. Se você pegar um moleque de oito anos que descobriu o Flamengo em 2019, o Gabigol é o maior da história do Flamengo. Para ele não tem Zico, não tem Júnior, não tem Dida (…). O Gabigol pelo que conquistou, pelo Brasisileiro que ele jogou, fez gol à vera, fez golaço, jogou muito, não foi fominha e foi absolutamente decisivo na Libertadores. Pra mim é um ídolo“, disse Arthur.

A entrevista na íntegra irá ao ar no Canal Ser Flamengo. Se inscreva e ative as notificações.

Você também pode acompanhar essa e as outras entrevistas no formato podcast pelo nosso SpotifyiTunesGoogle PodcastsCastbox e Anchor.

VEJA MAIS:

Confira outras entrevistas:

Foto: Divulgação/Flamengo

Por Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

+ Siga o Blog Ser Flamengo no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Youtube e no Dailymotion

Comentários