Pré-jogo – Flamengo x Náutico – Campeonato Brasileiro 2013

Vamos para mais um jogo em que prossegue a nossa saga peregrina por esse Brasil! Vamos jogar fora de casa? Em casa? É campo neutro? Não sei e já que a discussão agora é sobre o fato de o Flamengo mandar seus jogos fora do Rio de Janeiro, vamos aos fatos. Será que se o Flamengo tivesse vencido Santos e Ponte Preta estaríamos levando isso em consideração? Também não sei, mas acredito que essas viagens constantes devem prejudicar a equipe fisicamente. Só acho!
A equipe para este jogo contra o Náutico terá alguns desfalques por conta das convocações de alguns jogadores que vão disputar a Copa das Confederações com Chile e Bolívia nos casos de González e Marcelo Moreno Respectivamente. João Paulo deve continuar no lugar do Ramon. E por pior que seja o João Paulo, ele é bem melhor que o Ramon. No lugar do González o fraco Wallace e no lugar do Moreno, o Hernane.
Ao que parece, Jorginho deve promover mais mudanças na equipe como promover a entrada do Paulinho no lugar do Rafinha. Essas mudanças que não são forçadas por questões externas como nos casos de González e Marcelo Moreno só provam que Jorginho está mais perdido que o Confuso Sobrinho do Programa Pânico. Essas questões nos provam também que a equipe está longe de ter um padrão tático e um time que podemos chamar de titular.
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO X NÁUTICO
Estádio: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data/hora: 5/6/2013, às 22h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: João Patrício de Araújo (GO) e Marco A. Mello Moreira (GO)
FLAMENGO: Felipe, Léo Moura, Renato Santos, Wallace e João Paulo; Luiz Antonio, Elias, Renato e Gabriel; Paulinho (Rafinha) e Hernane. 
Técnico: Jorginho.
NÁUTICO: Felipe, Maranhão, João Filipe, William Alves e Josa; Auremir, Martinez e Marcos Vinícius; Jones Carioca, Rogério e Caion. 
Técnico: Levi Gomes.
Transmissão: TV Globo e PFC
Pitadas da Anitta:
  • Qualquer atitude do Renato que não fosse um pedido de desculpas pelo menos pra mim soaria como falta de respeito para com a torcida. Fez o gol de empate no último jogo? Pô, legal, mas o Flamengo paga seu salário pra que ele faça justamente isso em campo. Não digo a obrigação de fazer gols, mas a de se emprenhar e fazer o melhor pela equipe. O discursinho besta e torpe após o jogo só prova o quanto Renato manda na equipe.
  • Hoje li uma notícia no qual gostei muito. O Flamengo levou uma chamada da adidas e da Caixa por Renato Abreu ter comemorado o gol sem camisa. Ao que parece, a diretoria deu uma chamada no jogador, o que é natural já que hoje o profissionalismo rola na Gávea. E as empresas investem seu rico dinheirinho é para expor a sua marca e principalmente nesses momentos em que todo mundo está olhando que o momento do gol.
  • Ai vão dizer que estou criticando o cara que mudou o último jogo no momento em que estávamos perdendo. Sim! Como disse acima, o Renato não fez mais do que sua obrigação. Quero ressaltar que seria bem mais útil que Renato entrasse no decorrer dos jogos.
Twitter: @AnitaLove99
Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo
Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
Comentários