Podia ter sido diferente

Contra o Goiás, no Serra Dourada, eu lembrava esses dias do jogo em 2009, onde Pet fez seu primeiro gol com a camisa do Flamengo no seu retorno ao clube após 8 anos. Não cheguei a tempo para conseguir ver o bastante e fazer um bom texto. Porém, quando cheguei, vi que já tínhamos tomado o primeiro gol. No replay do lance: cruzamento da direita, e Walter, sem marcação, finaliza para o gol, no alto, sem chances para Felipe. Ou até tinha chances, mas a fase não anda nada boa para o goleiro.
O Flamengo não jogava mal, pelo menos na minha visão. Às vezes com certa lentidão para progredir rumo ao ataque, mas, atacava, criava. Mas o sucesso não vinha.
Chicão fez sua estreia pelo Flamengo e não comprometeu. Mostrou visão de jogo, boa marcação e um gol, aliás, GOLAÇO! Aos 6 do segundo tempo, Hernane em ataque pro Flamengo é derrubado. Para cobrança se apresentaram Chicão e André Santos. Se olhar bem há um tempo atrás, podia dizer-se: “É falta para o Corinthians!” E como nos tempos de Corinthians, Chicão bateu. E com uma categoria daquelas, com um toque levíssimo na bola, tirou do goleiro – a bola ainda bate no travessão – e fez seu primeiro gol, em seu primeiro jogo. Sorte? Possa ser que sim, mas eu prefiro competência.
Mano esbravejou, gritou, saiu da linha… literalmente! Em lance que Leonardo Moura desaba ao chão, fora do campo, por conta de um estiramento na coxa, Mano reclama e dá um passo; não é ouvido e mais um passo; “O árbitro está surdo!”, mais um passo. Mano entra em campo e, se tivesse menos idade, poderia ter parado o contra-ataque do Goiás. Mano faz o que gosto em técnicos de futebol, não fica no banco mascando chiclete e apenas olhando o time errar ou acertar. Ele grita, interage, joga junto. Mas dessa vez deu sorte do árbitro não tê-lo expulsado e ele ter sido suspenso.
E seu time, o Flamengo, tentou, esperou o Goiás subir para o ataque para tentar um contra-ataque e resolver o jogo. Teve uma chance daquelas com Hernane, mas ele tentou o mais difícil e perdeu. O Flamengo foi mal apenas quando se escondeu e abdicou de atacar por uns minutos, e quem faz isso não ganha jogo. A única exceção era aquele Botafogo do Campeonato Carioca de 2010, que era… um sortudo mesmo(pra não dizer outra coisa). Jogava mal demais, mas num chute que Loco Abreu mandava, a bola batia em 7 zagueiros e entrava; ganhou aquele campeonato assim.
Enfim, o time não jogou mal, principalmente quando tentava sair jogando na velocidade e trocando passes rápidos. Chicão, Elias, Leonardo Moura(quando sai do túmulo), Luiz Antônio(quando entra bem), André Santos, Hernane (nos últimos jogos). O Flamengo de Mano Menezes parece estar nascendo, se formando. Já tem um padrão de jogo e a escalação está quase sendo montada. Contra o São Paulo na próxima rodada, espero uma vitória, boa vitória, aliás. O São Paulo vem em má-fase e tem tudo para nos entregar o ouro. Hoje temos 18 pontos e mais uma vez desperdiçamos a chance de uma vitória. Que diante do São Paulo ela venha, porque hoje podia ter sido diferente.
Twitter: @43Germano
Sigam-nos no Twitter: @BlogSerFlamengo
Curta a nossa Fanpage no Facebook: Blog Ser Flamengo
Comentários