Resenha: Livro sobre reestruturação financeira do Flamengo é lançado nesta segunda

Segundo disse o escritor norte-americano F. Scott Fitzgerald, “A vida é toda um processo de demolição. Existem golpes que vêm de dentro, (…) e é quando nos apercebemos definitivamente de que em certa medida nunca mais seremos os mesmos”. Quando o Flamengo iniciou sua reestruturação, em 2013, começou um processo doloroso, cheio de “golpes” internos e a partir dali o clube jamais seria o mesmo, dando certo ou não.

E são justamente esses processos que outros clubes não querem passar. Querem as receitas e as glórias do Flamengo, mas sem passar pelos anos duros e difíceis, de decisões impopulares pensando no longo prazo. O livro “Paixão e Sucesso – A gestão que transformou um clube” dos organizadores Pedro Iooty, Fabio Giambiagi e Rodrigo Madeira, conta os bastidores dessa transformação, de como o Mais Querido saiu de praticamente uma insolvência para se tornar vencedor e bilionário.

A obra é divida por seções temáticas das vice-presidências correspondentes com 16 autores, além do texto de um dos organizadores, Pedro Iooty, que abre o livro falando da transformação do Flamengo de um modo geral. O prefácio é assinado pelo ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello (2013-2018) e a quarta capa por ninguém menos que Ruy Castro.

“Paixão e Sucesso” bem que pode chegar a ser rotulado como a versão brasileira de “A bola não entra por acaso”, de Ferran Soriano, que conta a história da transformação do Barcelona, saindo da beira da falência para ser um dos maiores clubes do mundo esportivamente e financeiramente. O espanhol foi vice-presidente de finanças do Barça de 2003 a 2008, logo, sua publicação parte da perspectiva da sua pasta aplicadas ao futebol, diferente da obra rubro-negra, que traz o olhar particular dos vice-presidentes e executivos da sua área.


Ouça nossas entrevistas e análises nos demais agregadores de podcast: DeezerAmazoniTunesGoogle PodcastsCastbox e Anchor.


Só para complementar, Soriano conta como as ações tomadas para o futebol se refletiram nas outras áreas. Por exemplo, eles identificaram que precisavam de um líder em campo que representasse o “novo Barcelona” que estava se formando. Ronaldinho Gaúcho foi o escolhido. Além de trazer qualidade técnica, o atleta, recém campeão do mundo com a Seleção Brasileira, traria retorno em marketing.

Claro que Soriano conta como fizeram para obter novas receitas, como explorar o Camp Nou, os direitos de TV e etc…, mas sem ter um aprofundamento necessário de cada processo. Isso é feito sempre olhando o futebol: a escolha das contratações, o processo que se chegou ao nome de Frank Rijkaard e depois Guardiola, para técnicos, respectivamente. A versão brasileira vai muito além.

Você encontrará no livro, análises profundas dos processos e ações implementadas nas áreas de Finanças, Marketing, Jurídica, Planejamento, Patrimonial, Categorias de Base, Esportes Olímpicos e Comunicação. Há ainda dois capítulos assinados pelo consultor de gestão e finanças do esporte Cesar Grafietti e pelo jornalista especializado em negócios do esporte Rodrigo Capelo. Eles trazem um panorama do futebol no exterior e no Brasil.

LEIA MAIS:

Como o Flamengo negociou as dívidas fiscais, trabalhistas e bancária? Como o jurídico renegociou diminuiu as centenas de ações trabalhistas? Como e onde o marketing buscou novas receitas? Como foram feitas e implementadas as reformas estatutárias necessárias para reconstrução do Flamengo? Como foi o planejamento inicial e orçamentário? Como as categorias de base foram reestruturadas e deram resultados? Como o clube conseguiu levantar receita para a reforma patrimonial? Todas essas perguntas são respondidas no livro.

O livro não tem viés político, quando se inicia a leitura, isso fica claro e nem mesmo uma mera publicação categorizada de gestão e negócio. Em entrevista ao Coluna do Fla com dois dos organizadores, Pedro Iooty e Rodrigo Madeira, eles revelaram que convidaram membros da atual direção do clube que participaram da primeira gestão de Eduardo Bandeira de Mello, mas houve a recusa em participar diretamente, mas que contribuíram quando consultados.

Além disso, o livro traz muitas histórias do início da reestruturação do Flamengo, fatos, “causos” de bastidores nunca revelados que enriquecem o seu conteúdo. Assim como “A bola não entra por acaso”, “Paixão e Sucesso” passará a ser o livro de cabeceira de quem quer entender e se aprofundar no maior case de sucesso de gestão de um clube na América Latina. Para entendermos como aconteceram as glórias do Rubro-Negro de 2019 para cá, de como se tornou um clube bilionário e de onde vem o seu dinheiro, é obrigatória a leitura da obra.

O livro será lançado no Rio de Janeiro nesta segunda-feira (29), em noite de autógrafos na Livraria da Travessa do Shopping Leblon a partir das 18h30m. “Paixão e Sucesso” já está disponível para venda nos formatos físicos e e-book:

Compre o livro no formato físico
Compre o livro em e-book.

Confira a entrevista sobre o livro “Paixão e Sucesso” com Pedro Iooty e Rodrigo Madeira:

Caso prefira assistir:

Por Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

+ Siga o Blog Ser Flamengo no Twitter, no Instagram, no Facebook, no Youtube e no Dailymotion.

Comentários

Tulio Rodrigues