24 de maio de 2022

ENTREVISTA COM ANDREW JENNINGS (IN MEMORIAM)

6 min read

Andrew Jennings foi um jornalista investigativo que causou muito barulho denunciando a corrupção nas duas maiores entidades do esporte mundial: FIFA e COI. Ele faleceu no último sábado (08), após uma “doença repentina”. A informação foi publicada em seu perfil no Twitter. Para homenagear um dos grandes pioneiros do jornalismo que trazia luz ao obscuro bastidor político do futebol, republicamos uma entrevista exclusiva concedida ao Blog Ser Flamengo em 2013.

O trabalho de Jennings repercutiu tanto que em 2003 foi banido das coletivas da FIFA. Nunca temeu falar sobre os principais cartolas como Joseph Blatter, João Havelange e Ricardo Teixeira. Exemplo é o caso das propinas pagas aos membros da FIFA pela empresa ISL: “O processo terminou em 2010 com pagamentos secretos de algumas das propinas para Teixeira e Havelange. Eles tentaram manter este segredo. A BBC tomou medidas legais para forçá-los a revelar a verdade. Havelange foi forçado a sair do COI“.


Você também pode acompanhar nossas entrevistas e análises no formato podcast pelo nosso SpotifyDeezerAmazoniTunesGoogle PodcastsCastbox e Anchor.


Confira a entrevista exclusiva com Andrew Jennings para o Blog Ser Flamengo. Falamos sobre as manifestações no Brasil durante a Copa das Confederações, CBF e sobre o seu próximo livro.

Blog Ser Flamengo – O Senhor em 1992 fez o livro “Os Senhores dos Anéis”, denunciando a corrupção dentro do COI (Comitê Olímpico Internacional). Por que e quando partiu o interesse de investigar a FIFA?

Andrew Jennings – Quando o velho fascista espanhol Juan Antonio Samaranch aposentou-se do COI em 2001. Era época de olhar para a FIFA. Escutei muitos rumores de corrupção. Naquela época, o escândalo da ISL estava começando quando a empresa faliu.

BSF – No seu livro “Jogo Sujo”, o Senhor nos mostra algumas irregularidades na escolha de algumas sedes como compras de votos, tráfico de influência e suborno. A escolha do Brasil para a sede de 2014 foi limpa? O Senhor tem documentos suficientes para afirmar que houve irregularidades na escolha?

Andrew Jennings – Não houve irregularidades porque toda competição foi abortada desde o início! Teixeira queria sua própria Copa para proveito próprio. Em troca de uma lealdade, Blatter deu-lhe a Copa do Mundo. Teixeira jamais previu que em 2013 o Brasil acordaria para os crimes que a FIFA cometeu contra o país.

Jérôme Valcke – Ex-secretário Geral da FIFA

BSF – Quem é Jérôme Valcke, Secretário Geral da FIFA e responsável pelo andamento da Copa do Mundo aqui no Brasil que desrespeitou o nosso país?

Andrew Jennings – Leia a estória que publiquei ano passado sobre Blatter acusando Valcke de tentativa de chantagem em 2001 envolvendo o colapso da ISL acessando:

transparencyinsportblog.wordpress.com/2012/04/07/why-blatter-cant-fire-blackmailer-valcke/

E veja o artigo que escrevi em Novembro de 2007, explicando o poder que Valcke tinha sobre Blatter. Agora Valcke é parte integral do esquema sujo de Blatter e jamais poderá ser demitido.

transparencyinsport.org/mystery_at_heart_of_fifa.pdf

BSF – O que o Senhor pode dizer das escolhas da Rússia e do Catar para sediarem as Copas do Mundo de 2018 e 2022, respectivamente?

Andrew Jennings – Tudo que posso dizer é que as investigações continuam!

BSF – Por que a FIFA teve o interesse de levar a Copa a países com grande índice de corrupção em seus governos, pobreza elevada e subdesenvolvidos como África do Sul, em 2010 e Brasil, em 2014?

Andrew Jennings – Porque os governos são fracos e não resistem aos larápios da FIFA! Além disso, são governos corruptos.

BSF – O povo brasileiro foi às ruas mostrar a sua insatisfação com os gastos da Copa do Mundo. O que o Senhor achou dessas manifestações ocorrerem justamente durante a Copa das Confederações?

Andrew Jennings – Assisti da Inglaterra e estive no Rio mês passado conversando com os valentes manifestantes. Admiro sua coragem, enfrentando a brutalidade da Policia Militar para tentar fazer do Brasil uma sociedade mais democrática e mais transparente.

LEIA MAIS:

José Maria Marin e Marco Polo Del Nero

BSF – Até que ponto a saída de Ricardo Teixeira da CBF foi boa para o futebol brasileiro, já que ele deixou como seu sucessor, José Maria Marin, seu braço direito e aliado?

Andrew Jennings – Isto é decepcionante. Realmente pensei que tinha ajudado na reforma da CBF, descobrindo as propinas que Teixeira (e Havelange) ganharam da empresa ISL na Suíça. Foi bom forçar a saída de Teixeira, mas terrível que a CBF passou a pagar o bandido – e ultrajante que Marin e Del Nero tomassem o poder. Vocês têm que encontrar uma maneira de recuperar o futebol brasileiro. Boicotar a Nike? Sentar-se na sede da CBF no Rio de Janeiro? Vocês devem pensar nas táticas.

BSF – O que o Senhor tem a dizer do atual presidente José Maria Marin e seu braço direito e possível sucessor a presidência da CBF, Marco Polo Del Nero?

Andrew Jennings – Mesma geração de bandidos, irmãos da ditadura militar.

BSF – A CBF é um braço da FIFA? O que o Senhor tem a dizer sobre ela pelo contexto internacional?

Andrew Jennings – O Brasil tem que resolver o problema CBF. A revolução e reforma em casa.

BSF – O que o Governo brasileiro pode fazer para moralizar a CBF e ajudar para condenar Ricardo Teixeira e João Havelange?

Andrew Jennings – Seria fácil encontrar os promotores e juízes honestos e determinados no Brasil e dizer-lhes para fazer o trabalho que tem sido evitado desde 2001, relatórios do Congresso feitos pelo senador (Alváro) Dias e pelo deputado Rabelo. Dilma poderia ter feito isso – se ela tivesse a coragem. Teixeira deveria estar na cadeia. Todos sabem Disso. Pergunte aos seus políticos por que eles não estão pressionando a acusação. Se eles derem a resposta errada – não vote neles.

BSF – Há um processo de suborno na FIFA em Zug. Conte-nos essa história e como anda o processo.

Andrew Jennings – O processo terminou em 2010 com pagamentos secretos de algumas das propinas para Teixeira e Havelange. Eles tentaram manter este segredo. A BBC tomou medidas legais para forçá-los a revelar a verdade. Havelange foi forçado a sair do COI.

BSF – Há algum dirigente limpo no mundo do futebol que poderia suceder Sepp Blatter na FIFA? O senhor teme pelo futuro da maior entidade do futebol?

Andrew Jennings – Nenhum dos líderes atuais da FIFA. Que tal um torcedor? Ou convidar Romário? Ele poderia montar uma equipe de administradores honestos e ser uma figura importante.

BSF – Acredita que a corrupção no futebol, mais precisamente dentro da FIFA, possa ter fim?

Andrew Jennings – A única maneira de acabar com a corrupção FIFA é a brava gente brasileira voltar às ruas no próximo ano e protestar contra a corrupção da FIFA. Recepcionar os torcedores estrangeiros e equipes, pois não são pessoas ruins. A FIFA realizará seu congresso em São Paulo nos dias 10 e 11 de junho próximos. É tempo de contar para os 1000 penetras presentes que eles não são bem-vindos. Diga-lhes para voltar para casa! Isso pode acelerar o colapso da FIFA, a saída de Blatter e seus amigos bandidos da CBF.

BSF – Em algum momento de suas investigações tanto no COI como na FIFA, você chegou a ser ameaçado de alguma forma? Teme por sua vida?

Andrew Jennings – Eles não se atreveriam! Mas eles têm parceiros na máfia russa (pense na Copa do Mundo de 2018!) E eu vou ficar bem longe deles!

BSF – Qual o objetivo desse trabalho de décadas de Andrew Jennings?

Andrew Jennings – É dever dos jornalistas investigar e expor a corrupção. É nossa dívida com o leitor. Temos que descobrir o que as autoridades não querem que seja publicado – e publicá-lo! É uma responsabilidade moral.

BSF – Qual o próximo trabalho a ser publicado de Andrew Jennings? Há algum livro a ser lançado em breve? O que nós brasileiros podemos esperar?

Andrew Jennings – Ah . . . o conteúdo deve permanecer em segredo por enquanto. Eu ainda estou escrevendo. Mas como sempre, pretendo divulgar muitos fatos novos e chocantes sobre a FIFA.

Conheçam o site de Andrew Jennings: http://www.transparencyinsport.org/

Entrevista feita por Tulio Rodrigues: @PoetaTulio

Tradução de Alexandre Sartorelli: (@alex_sartorelli)

+ Siga o Blog Ser Flamengo no Twitter, no Instagram, no Facebook, no Youtube e no Dailymotion.

Comentários
Ser Flamengo - 2022 I Todos os direitos reservados | Newsphere by AF themes.