24 de maio de 2022

Grupo político faz requerimento com pedido de reposição do memorial em homenagem a Stuart Angel no Flamengo

5 min read

Foto: Beatriz Cunha/Flamengo

No último dia 20, o grupo político “Fla Tradição & Juventude“, entrou com um requerimento, solicitando aos poderes do Flamengo, a reposição do memorial do ex-remador do clube, Stuart Angel. A homenagem, que estava localizada na sede náutica, no Leblon, foi retirada em 2016 e nunca mais foi recolocada.


Ouça nossas entrevistas e análises no seu agregador de podcast preferido: SpotifyDeezerAmazoniTunesGoogle PodcastsCastbox e Anchor.


(…) visando zelar pelo patrimônio moral, cultural e histórico do Flamengo, o Fla Tradição & Juventude dirige-se aos poderes constituídos do Clube para requerer a imediata reposição das merecidas homenagens prestadas pelo Clube ao ex atleta e hoje herói nacional Stuart Angel como forma de recompor o patrimônio histórico e cultural do Clube de Regatas do Flamengo“, diz um trecho do documento assinado por Siro Darlan, Desembargador e secretário do grupo.

O memorial foi inaugurado em dezembro de 2010, na gestão de Patrícia Amorim, junto com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR). A solenidade teve a presença da irmã de Stuart, Hildegard Angel, representantes da federação de Remo do Rio e do ministro Paulo Vannuchi. Por conta da parceria com os comitês olímpicos dos EUA e da Grã-Bretanha, que utilizariam as instalações do remo para os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, a peça for retirada de forma temporária (O mesmo ocorreu com a estátua de Zico do Maracanã), mas se perdeu e nunca mais foi recolocada.

LEIA MAIS:

Em 2019, outro grupo, o Flamengo da Gente, criou a campanha “A democracia começa pelos mulambos“, com venda de camisas para refazer o memorial. Os objetivos foram alcançados, mas o clube jamais autorizou a homenagem — Há um requerimento sem resposta até hoje nos conselhos do Fla. Em abril do mesmo ano, em nota, a direção classificou como movimento político o ato em memória de Stuart. A posição foi amplamente criticada pela torcida nas redes sociais.

CONFIRA NA ÍNTEGRA O REQUERIMENTO DO GRUPO FLA TRADIÇÃO & JUVENTUDE:

A Assembleia Geral do Grupo Fla Tradição & Juventude, reunidos de forma virtual, no dia 20 de abril de 2022, sob a Presidência de Capitão Leo – Leonardo Ribeiro, e secretariado pelo Secretário-geral Siro Darlan de Oliveira, presente o Coordenador de Comunicação Daniel Mazola, e todos os membros do grupo através do WhatsApp, após consulta geral ao grupo de WhatsApp Fla Tradição & Juventude, resolve manifestar sua insatisfação e incredulidade, além de lavrar seu veemente protesto pelo uso eleitoreiro do Clube de Regatas do Flamengo, em período pré-eleitoral na Nação.

1. A jornalista Aline Macedo, do Informe O Dia, no dia 19 de abril, Dia dos Povos Indígenas, publicou que a atual diretoria retirou as homenagens que a História do Clube prestou a seu atleta Stuart Angel, atleta vencedor do Rubro-Negro, estudante de Economia e militante assassinado pela ditadura que combatia. A iniciativa contou com o apoio da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, entre outras entidades. O memorial, além de fazer parte do acervo cultural do clube é um marco da luta contra o autoritarismo, que o ato de retirar as homenagens representa.

2. Honrem quem honra o Flamengo. Stuart foi um Bicampeão carioca de remo pelo Clube (1964–1965), Stuart quando perseguido dormia na garagem de barcos à beira da Lagoa Rodrigo de Freitas onde encontrou um abrigo, anos depois de atuar pelo Clube. Durante uma pequena parte do período passado na clandestino, chegou a dormir na sede náutica parte pequena não na garagem do período, de onde não saia nem para comprar comida. Por vontade própria, deixou a sua segunda casa para não colocar em risco a segurança dos amigos. “Está ficando perigoso andar comigo”, dizia aos companheiros do Flamengo. Tinha 25 anos de idade. Foi sequestro. Foi forçado. Foi assassinato.

3. Um capítulo da história do Brasil passa pela sede náutica do Flamengo, e não há como apagá-lo. Não, o Clube não retirou o memorial, mas pode sim colocá-lo de volta no local de onde nunca deveria ter saído. Essa seria uma atitude à altura da grandeza do Flamengo. Basta querer. Basta ouvir. Basta responder. Por nossas memórias, pelo tecido que nos une, pela cultura diversa injustiçada. Por nós, por mim por você. Pelos desvalidos, degredados filhos de Eva. Por nossa nação violada, expropriada. Que possamos ter um bom dia. Que venham os bons dias. Que o grande dia venha em possamos nos ver a todos como irmãos e filhos da mesma Nação Rubro Negra os que foram e os que aqui estamos!

4. O Art. 3º É vedada a discriminação por motivo de origem raça, sexo, cor, idade, crença religiosa, convicção filosófica ou política e condição social. Stuart, assim como aqueles que se encontram na calçado de entrada do Flamengo prestaram relevantes serviços ao Flamengo e nunca podem ser retirados da História, nem das calçadas e paredes do Clube porque fazem parte do patrimônio histórico e cultural.

5. A administração do Flamengo deve abster-se de usar ou envolver o nome do FLAMENGO em campanha, de qualquer natureza, estranha aos objetivos do Clube. E seus administradores devem servir ao clube com lealdade e empregar, no exercício de suas funções, o cuidado e diligência que todo administrador ativo e probo costuma empregar na gestão de seus próprios negócios, sempre visando à moralidade; à consecução dos objetivos sociais do FLAMENGO; à preservação da sua higidez financeira; à conservação e o incremento do seu patrimônio; e o êxito do clube nas competições esportivas de que participar. § 2º Os Presidentes e Vice-Presidentes dos Poderes do FLAMENGO respondem pelo abuso da personalidade jurídica, caracterizado pelo desvio de finalidade ou pela confusão patrimonial, bem como pelos prejuízos e atos lesivos ao patrimônio e imagem do FLAMENGO, que causarem quando procederem com culpa no desempenho de suas funções, nos termos do artigo 50, do § 23 2º do artigo 1.011 e do artigo 1.016, todos do Código Civil, inclusive com a sujeição de seus bens particulares e mesmo após o término de seus mandatos.

Por tais razão, visando zelar pelo patrimônio moral, cultural e histórico do Flamengo, o Fla Tradição & Juventude dirige-se aos poderes constituídos do Clube para requerer a imediata reposição das merecidas homenagens prestadas pelo Clube ao ex atleta e hoje herói nacional Stuart Angel como forma de recompor o patrimônio histórico e cultural do Clube de Regatas do Flamengo e respeitar a história que não pode ser reescrita de forma diferente.

Rio de Janeiro, 20 de abril de 2022“.

Por Tulio Rodrigues (@PoetaTulio)

+ Siga o Blog Ser Flamengo no Twitter, no Instagram, no Facebook, no Youtube e no Dailymotion.

Comentários
Ser Flamengo - 2022 I Todos os direitos reservados | Newsphere by AF themes.